Paulo Martins quer votar 2ª instância antes do recesso

Cotidiano

09 de dezembro de 2019 13:40

Da Redação


Relacionadas

Mais de 70% apoiam campanha de Dia dos Pais com transexual

Ministério da Educação divulga resultado do Fies

Gilmar restabelece máscaras em prisões e suspende vetos

Prefeito sugere uso retal de ozônio para tratar covid-19
Visibilidade mudou “rápida e drasticamente”, diz Ecovia
Polícia Federal faz operação contra fraudes nos Correios
WhatsApp ganha recurso de verificação de mensagem
Paulo Eduardo Martins é deputado federal pelo PSC-PR Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

O projeto da prisão após condenação em segunda instância está pautado para ser votado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado nesta terça (10)

O deputado federal Paulo Eduardo Martins (PSC-PR) não tem dúvidas: “A voz do cidadão precisa ser ouvida. É indispensável que o Congresso dê a resposta que a sociedade espera”. O parlamentar se refere às mobilizações pela prisão após condenação em segunda instância, que aconteceram em dezenas de cidades Brasil afora no último domingo (08/12).

As manifestações pediram que o projeto, que permite o cumprimento das penas após os réus receberam condenações de juiz de primeiro grau e também de um colegiado (PLS 166/2018), seja votado antes do recesso parlamenta. Os atos também demostraram apoio ao pacote anticrime do ministro Sérgio Moro.

O projeto da prisão após condenação em segunda instância está pautado para ser votado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado nesta terça-feira (10/12). Se aprovado, vai à votação no plenário do Senado e depois segue para votação na Câmara. 

Informações Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados