Com 50%, SP tem menor taxa de isolamento para um sábado

Cotidiano

10 de maio de 2020 21:02

Da Redação


Relacionadas

Pesquisadores paranaenses lideram estudo sobre a Covid-19

Jovem de 18 anos e sem CNH morre em acidente na BR-376

Antiviral para hepatite tem bom resultado contra a covid-19

SMCSP e governo do Paraná assinam termo de cooperação
Alcolumbre adia votação da PL das Fake News
No PR, 17% dos mortos pela covid tinham diabetes
Conta de luz residencial vai ficar mais barata
Foto: Agência Brasil
PUBLICIDADE

Taxa vem caindo em todo o estado há cerca de 15 dias

O estado de São Paulo registrou ontem (9) a sua menor taxa de isolamento social para um sábado: 50%. Antes disso, a menor taxa para um sábado tinha sido registrada no dia 25 de abril, quando ela alcançou 52%. Na capital paulista, a taxa ontem também registrou apenas 50% de isolamento. Nos finais de semana, a taxa costumava subir.

Quando a quarentena teve início no estado de São Paulo, no dia 24 de março, a taxa nos finais de semana chegaram a atingir 59%, valor máximo que foi alcançado no estado desde que o isolamento teve início. Mas essa taxa vem caindo em todo o estado há cerca de 15 dias, ficando sempre abaixo de 50%, com exceção dos finais de semana. 

O governo paulista considerava satisfatória uma taxa acima de 50% mas, com o avanço da doença pelo estado, o mínimo considerado satisfatório nos últimos dias passou a ser 55%.

A taxa ideal é acima de 70%, o que ajudaria a diminuir a propagação da doença e impedir um colapso no sistema de saúde. Na última sexta-feira (8), o governador de São Paulo, João Doria, anunciou a manutenção da quarentena no estado paulista até o dia 31 de maio.

Segundo o governo paulista, a medida só começará a ser flexibilizada quando houver a redução sustentada dos números de novos casos de covid-19 por 14 dias e quando a manutenção da ocupação dos leitos de UTI estiver em patamar inferior a 60%.

As informações são da Agência Brasil.

PUBLICIDADE

Recomendados