Saiba como será o pagamento da 2ª parcela do auxílio

Cotidiano

16 de maio de 2020 12:50

Da Redação


Relacionadas

MP pede lockdown nas grandes cidades; PG fica fora

Estado alcança 600 mortos pelo novo coronavírus

Inscrições para curso de Especialização terminam na quarta

Aula Paraná supera 90% da rede e vira referência nacional
BRDE prorroga mais de R$ 1 bilhão em contratos no Paraná
Confiança dos comerciantes tem queda brusca em junho
Governo destina um milhão de EPIs a 125 municípios
Benefício atenderá mais de 50 milhões de brasileiros Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Benefício atenderá mais de 50 milhões de brasileiros

A Caixa Econômica Federal começará a pagar a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 a partir da próxima segunda-feira (18), informou o presidente do banco estatal, Pedro Guimarães.

Ao todo, cerca de 50 milhões de pessoas estão inscritas no programa. O benefício é pago para trabalhadores informais e pessoas de baixa renda, inscritos do cadastro social do governo e no Bolsa Família.

O vice-presidente da Rede de Varejo da CAIXA, Paulo Henrique Angelo, divulgou na sexta-feira (15) informações técnicas sobre o crédito do benefício e também tirou dúvida dos internautas.

O Ministério da Cidadania divulgou, na sexta-feira (15), o calendário de pagamento e saques da segunda parcela de R$ 600 do auxílio emergencial, pago em três parcelas, destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados que perderam renda por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19). A portaria com as datas foi publicada no Diário Oficial da União.

Clique aqui e veja o calendário de pagamento 


Bolsonaro sanciona com 11 vetos lei que altera auxílio emergencial

O presidente Jair Bolsonaro vetou a inclusão de categorias profissionais para o recebimento do auxílio emergencial de R$ 600, o socorro financeiro pago pelo governo aos trabalhadores informais afetados pelas medidas de combate à pandemia de covid-19 no país. A lei com mudanças no auxílio emergencial foi sancionada com 11 vetos e publicada hoje (15) no Diário Oficial da União.

PUBLICIDADE

Recomendados