Itaipu já produziu mais de 30 milhões de MWh em 2020

Cotidiano

17 de maio de 2020 15:29

Fernando Rogala


Relacionadas

PR se destaca por oferta de atividades aos presos

Governo entrega cestas básicas para famílias da região

Milton Ribeiro é o novo Ministro da Educação

Estado reforça ações contra a violência doméstica
Dia da Pizza: nutricionista destaca opções saudáveis
Paraná registra mais 47 mortes pela Covid-19
Ambev produz equipamento médico em impressora 3D
Entre este domingo e segunda-feira (18), a binacional, que já produziu 30 milhões de megawatts-hora (MWh) em 2020, inicia uma operação de ajuda ao Paraguai e à Argentina Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Apenas quatro hidrelétricas do mundo conseguiram fechar o ano de 2019 com produção similar ou superior

A usina de Itaipu completa 46 anos de criação, neste domingo (17), fazendo o que mais sabe: produzindo a energia que não pode faltar para a indústria, o comércio, o campo e as residências de brasileiros e paraguaios. 

Entre este domingo e segunda-feira (18), a binacional, que já produziu 30 milhões de megawatts-hora (MWh) em 2020, inicia uma operação de ajuda ao Paraguai e à Argentina. A usina vai verter água para aumentar o nível do Rio Paraná a jusante (abaixo da barragem).

Para se ter ideia do que representam os 30 milhões de MWh, apenas quatro hidrelétricas no mundo conseguiram fechar todo o ano de 2019 com produção similar ou superior. Foram elas: as usinas chinesas de Três Gargantas e Xiluodu, a canadense Churchill Falls e outra chinesa, Xiangjiaba. 

No acumulado desde o início da produção, em maio de 1984 (ou seja, dez anos depois da criação da empresa), já são mais de 2,7 bilhões de MWh, energia suficiente para atender à demanda por energia elétrica do planeta inteiro por 43 dias.


Vertimento

A seca vem impedindo a navegabilidade Rio Paraná e, por consequência, prejudicando a exportação de grãos dos dois países vizinhos. A abertura do vertedouro, tomada em decisão das chancelarias e referendada pelo Conselho de Administração de Itaipu, liberará água suficiente para o escoamento da safra pela hidrovia que leva a produção direto aos portos de Buenos Aires e do Uruguai.

O vertimento deve durar 12 dias. A última abertura havia ocorrido no dia 16 de junho do ano passado, mas apenas como medida operacional.

  

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, 2,7 bilhões de MWh. Em 2016, a usina brasileira e paraguaia retomou o recorde mundial anual de geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de aproximadamente 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai. 


As informações são da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados