Utilização do álcool em gel em crianças requer cuidados

Cotidiano

27 de maio de 2020 21:30

Da Redação


Relacionadas

Negros, pobres e sem estudo correm maior risco ao Covid-19

Tecido para roupas e carros promete eliminar covid-19

Aula Paraná atinge marca de 2 mil transmissões gravadas

Governo do PR muda decreto de 'lockdown parcial'
Entregadores trabalham mais e recebem menos na pandemia
Hoje é o último dia para pedir o auxílio emergencial
Brasil ultrapassa 60 mil mortes por covid-19
Houve aumento dos casos de intoxicação pelo produto Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Houve aumento dos casos de intoxicação pelo produto

O aumento da higienização das mãos com álcool em gel está sendo uma prática bastante comum entre a população, devido a pandemia do Coronavírus. Com isso também houve aumento dos casos de intoxicação pelo produto, principalmente nas crianças.

Para reduzir os riscos à saúde causados pela exposição tóxica, a Anvisa divulgou uma nota técnica que alerta sobre o aumento dos casos de intoxicação, orientando a população para a adoção de ações preventivas direcionadas às crianças, que são as vítimas mais comuns.

O documento foi elaborado com base nos dados dos Centros de Informação e Assistência Toxicológica (CIATox). Para se ter uma ideia do crescimento dos casos de intoxicação por álcool em gel, de janeiro a abril deste ano houve 108 registros, frente a 15 casos em 2018 e 17 no ano de 2019. É perceptível, portanto, o aumento expressivo dos casos em 2020, fazendo com que esta ocorrência seja relacionada ao enfrentamento da pandemia do novo Coronavírus, uma vez que a higienização frequente das mãos tem sido incentivada como forma de prevenir o contágio.

É importante ressaltar que as vítimas mais comuns são as crianças. Dos 108 casos registrados nos quatro primeiros meses deste ano, 88 deles envolveram o público infantil. O ambiente doméstico é o principal local em que ocorrem as intoxicações, que geralmente não são intencionais. Para evitá-las, a melhor medida é a prevenção, de modo a criar um ambiente seguro para as crianças.


Orientações

- O mais recomendado e lavar as mãos das crianças com água e sabonete. A eficiência da lavagem com sabonete é equivalente à utilização do álcool em gel 70% no controle da propagação da Covid-19. Restrinja o uso do álcool em gel para as ocasiões em que a lavagem das mãos não for possível.

- Mantenha o produto fora do alcance das crianças, principalmente das crianças menores, entre 1 e 5 anos de idade.

- O álcool, seja na forma líquida ou em gel, é um produto inflamável e pode causar acidentes com fogo. Ao aplicar o produto, não fique perto de fogões, isqueiros, fósforos etc. Mantenha o produto longe do fogo e do calor.

- Evite o armazenamento desses produtos em recipientes diferentes e não etiquetados.

- Não utilize o produto em forma de aerossol nas crianças.

- O álcool em gel pode ser extensivo ao uso infantil, desde que aplicado por um adulto ou sob a supervisão de um adulto.

Com informações da Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados