Sala de Situação é criada para monitorar covid-19 em Piraí do Sul

Cotidiano

01 de julho de 2020 09:00

Da Redação


Relacionadas

TJPR confirma condenação de acusados

IBGE estima alta de 3,8% na safra de 2020, em julho

Apresentadores pré-candidatos devem se afastar de rádio e TV

Preço das terras no Paraná cresceu cerca de 12% este ano
Portos paranaenses registram aumento nas exportações
Pesquisa: brasileiro viajou pouco no 3º trimestre de 2019
Missão brasileira embarca com toneladas de material a Beirute
Em Saúde, a sala de situação é um instrumento de elaboração de diagnósticos situacionais por meio das análises de condições de uma determinada população Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

A Sala de Situação foi criada para monitorar padrões de eficiência em tempo real e apoiar a tomada de decisões que envolvem aspectos assistenciais

A Sala de Situação em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde tem por objetivo disponibilizar informações e análises para subsidiar a tomada de decisão, a gestão, a prática profissional e a geração de conhecimento, bem como, de forma sistêmica, demonstrar a atuação governamental em saúde no âmbito do SUS.

A rotina da Secretaria de Saúde envolve múltiplas atividades, desenvolvidas por profissionais com conhecimentos e formações diversas, muitas vezes em situações de risco à vida. Somados a aspectos externos, são muitos os fatores que tornam complexa a gestão em Saúde, exigindo das lideranças a elaboração de estratégias para monitorar, de perto e em tempo real, a operação assistencial, especialmente em momentos de pandemia como agora.

Uma das formas de fazer esse acompanhamento ativo é criar uma Sala de Situação. O termo surgiu a partir do conceito de Sala de Crise, criado durante a Segunda Guerra Mundial para gerenciar as ações e combates com base nos dados disponíveis durante o evento.

Na sociedade atual, é adaptado a diferentes trabalhos, desde emergências meteorológicas até eventos de saúde populacional. Tem como objetivo monitorar e apresentar as falhas e erros dos processos, de forma a disponibilizar informações inteligentes para subsidiar a tomada de decisão, a prática profissional e a geração de conhecimento.

Em Saúde, a sala de situação é um instrumento de elaboração de diagnósticos situacionais por meio das análises de condições de uma determinada população, transformando a informação em subsídio para o planejamento da gestão de Saúde. Gestores definem e monitoram padrões de eficiência, criando planos de ação de melhoria contínua, de forma a garantir produtividade, qualidade e resultados assistenciais e econômicos.

Acompanhar Dados - Julio Sandrini, Secretário Municipal de Saúde, explica que a sala de situação permite acompanhar, de maneira estruturada e organizada, dados demográficos, territoriais, socioeconômicos, de ações em saúde, recursos, metas e indicadores de desempenho em geral. Decidir o que será monitorado depende de cada organização, levando em consideração diversos fatores que impactam diretamente nos resultados das ações desenvolvidas. “A questão fundamental é monitorar aspectos pertinentes e alinhados à estratégia organizacional de forma proativa, para que se possa identificar de forma rápida e segura os fatores que interferem nas atividades e apoiar a tomada de decisão gerencial nas mais diversas possibilidades do que possa ocorrer com o desenvolvimento da contaminação pelo covid-19.”

Para o Secretário, a principal mudança proporcionada por uma Sala de Situação na gestão em Saúde deriva do entendimento da diferença entre eficiência, eficácia e efetividade. “É comum se criticar o sistema de saúde se referindo à eficiência, mas nessa questão é preciso ir mais além. Eficiência é fazer o que é certo e de maneira adequada. Eficácia é o resultado, é fazer o que precisa ser feito, da melhor forma possível e no momento em que for necessário. Efetividade é a otimização. Ser efetivo é não só alcançar os resultados, mas também utilizar-se dos meios mais econômicos, precisos e saudáveis possíveis. Uma Sala de Situação proporciona subsídios para a gestão alcançar o equilíbrio ideal entre esses três aspectos”, detalha.

As informações disponibilizadas são de grande relevância para a orientação da equipe de gestão do SUS municipal e outros profissionais envolvidos na elaboração dos instrumentos de gestão, mais especificamente os funcionários que atuam na atividade de planejamento.

Tomada de Decisão - A Sala de Situação fornece referencial consistente para projeções e inferências setoriais, importantes para o processo de tomada de decisão, além de contribuir para a transparência acerca das ações desenvolvidas na área da saúde.

Dr. Cidcley da Silva Milléo, médico que compõe a equipe da Sala de Situação destaca que “o grande diferencial da sala de situação é ter profissionais capacitados e atentos, capazes de analisar as informações a fim de direcionar escolhas, ou criar planos de ação e colocá-los em prática”.

Também componente da equipe, a enfermeira Carla Iezak, lembra que para que se torne efetiva, a Sala de Situação deve subsidiar a gestão de Saúde para a tomada de decisões em tempo real, com base nos padrões monitorados. “Não basta então, criá-la sem que haja uma mudança de cultura que incentive uma vigilância constante em busca das melhores práticas e da excelência nos serviços” salienta.

Nádia Gonçalves, chefe do Serviço de Vigilância em Saúde, considera a Sala de Situação como o ponto chave nesse momento de disseminação do novo coronavírus no município e região. “Não é apenas a racionalização dos custos, mas principalmente a segurança e a qualidade da assistência”, finaliza.

A Sala de Situação de Saúde apoia processos decisórios em duas direções: de um lado, serve ao gestor para seguimento ou avaliação de políticas e programas de saúde; e de outro lado, subsidia a decisão que a equipe da sala realiza e culmina nas Unidades Básicas de Saúde, onde se gera o dado primário. As decisões nesses espaços permitem um processo dinâmico de planejamento, intervenção e avaliação.

Informações Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados