Mais de 70 mil imóveis seguem sem energia no Paraná

Cotidiano

04 de julho de 2020 10:51

Da Redação


Relacionadas

ICMS tem recuperação, mas PR acumula perdas de R$ 1,5 bi

Empresários de TI trocam informações para superar crise

Brasil tem mais 23 mil casos e 572 mortes pela covid

Número de óbitos pela covid no PR supera 2,3 mil
Padre é preso após ser flagrado dirigindo bêbado
Governo analisa incentivos para investimentos de R$ 4,7 bi
Bolsonaro convida Temer para chefiar missão no Líbano
Eletricistas da Copel religam maior parte das unidades consumidoras atingidas no Paraná Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Centenas de equipes da Copel continuam nas ruas para restabelecer ligações em unidades consumidoras atingidas pela tempestade desta semana

Depois de quatro dias trabalhando com uma média de 5 mil serviços diários e centenas de equipes de eletricistas nas ruas de todo o Paraná, a Copel agora atua para religar as últimas localidades que ainda estão sem energia.

No Paraná, restam 71,8 mil unidades consumidoras desligadas - 1,5% do Paraná. As regiões Leste (45,5 mil desligadas) e Centro-Sul (11,6 mil) concentram os serviços.

Curitiba foi praticamente toda religada, às 18h desta sexta-feira (03) cerca de 1,5 mil unidades estavam sem luz, o que corresponde a apenas 0,17% do município.

Na Região Metropolitana, as localidades que ainda estão em situação crítica são Antônio Olinto (710 unidades desligadas), Rio Negro (1,3 mil), Quitandinha (4,4 mil) e Campo do Tenente (1,2 mil).  No Litoral, Morretes segue ainda com 3 mil desligamentos.

As equipes da Copel seguem trabalhando durante o fim de semana para restabelecer a energia nesses locais.

Impactos

Os números do ciclone entraram pra história da Copel: pico de mais de 11,5 mil chamados de serviço em diferentes localidades do Paraná, 2,7 mil eletricistas próprios e terceirizados atendendo nas ruas de maneira simultânea, em mais de mil equipes que enfrentaram uma média diária de 5 mil serviços - em junho esse número fechou em 1,5 mil/dia.

Profissionais do interior foram deslocados pra Curitiba, Região Metropolitana e Litoral, para dar reforço nas áreas mais afetadas. Desde o início do incidente, a Copel trocou 453 postes e ainda restam 300 pendentes de troca (a média diária de troca de postes é 20).

Informações assessoria de imprensa.

PUBLICIDADE

Recomendados