Fundador da Ricardo Eletro é preso

Cotidiano

08 de julho de 2020 09:40

Da Redação


Relacionadas

Morre Walter Malieni, vice-presidente do Banco do Brasil

Brasil atinge a marca de 100 mil mortes por Covid

Vídeo mostra sequestradores usando refém como escudo

Morretes reabre para turistas, mas com entrada controlada
Fiocruz recebe R$ 100 milhões para produção de vacina
Motoboy é alvo de ofensas racistas; veja o vídeo
TCU avalia riscos de ações à educação durante pandemia
As autoridades estimam que os empresários tenham sido beneficiados em R$ 387 milhões pelas infrações nos últimos cinco anos. Foto: Reprodução/Estado de Minas
PUBLICIDADE

Operação conjunta conta com Polícia Civil, Receita Estadual e Ministério Público de Minas Gerais

Foram cumpridos 17 mandados como resultado da operação conjunta. A Polícia Civil, a Receita Estadual e o Ministério Público de Minas Gerais cumprem na manhã desta quarta-feira 14 mandados de busca e apreensão e três de prisão em cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte e de São Paulo. As ordens visam empresários ligados à rede de varejo especializada em eletrodomésticos Ricardo Eletro e são frutos de uma operação contra lavagem de dinheiro e sonegação fiscal. O fundador da empresa foi preso.

As autoridades estimam que os empresários tenham sido beneficiados em R$ 387 milhões pelas infrações nos últimos cinco anos. Entre os gestores alvos da operação está Ricardo Nunes, fundador da Ricardo Eletro. Parentes do administrador, como o irmão mais novo, Rodrigo Nunes, e a filha mais velha, Laura Nunes, também são suspeitos.

Leia mais em Estado de Minas

PUBLICIDADE

Recomendados