Governo investe R$ 10 milhões à obra do Hospital da Criança

Cotidiano

10 de julho de 2020 12:50

Agência Estadual de Notícias


Relacionadas

Apostas de Brasília e SP acertam os seis números da Mega-Sena

Nove estados e DF podem voltar às aulas nas escolas particulares

Pandemia impacta vida de pessoas com diabetes, diz pesquisa

Covid-19 atinge 98% das cidades brasileiras
Três morrem em confronto com a Rone após assalto em Curitiba
Sesa vai reativar a produção de soro contra picadas de cobras
Casados há 67 anos, idosos morrem no mesmo dia de covid
A obra é de responsabilidade do município e o hospital será referência no atendimento infantil na região. Foto: Reprodução/AEN
PUBLICIDADE

Com isso, chega a R$ 41 milhões o volume de recursos repassados pela atual gestão do Governo do Estado para a construção do hospital, que será referência na região

O Governo do Estado garantiu mais R$ 10 milhões para a continuidade da obra do Hospital da Criança de Maringá. O recurso será creditado para a prefeitura na próxima semana.

Com este repasse, chega a R$ 41 milhões o montante repassado para a construção da unidade na atual gestão do Governo do Estado. A obra é de responsabilidade do município e o hospital será referência no atendimento infantil na região. Em maio, o Estado já havia direcionado R$ 6 milhões, e outros R$ 25 milhões no final de 2019. O custo estimado da obra é de R$ 153 milhões.

“O Estado, mais uma vez, dando sequência à política de apoio regional da saúde, repassa para o Hospital da Criança importante recurso para auxiliar na finalização da obra que, certamente, vai ajudar e salvar a vida de muitas crianças paranaenses”, afirmou o governador Ratinho Júnior.

Hospital da Criança terá 160 leitos, sendo 20 de UTI. A área construída é de aproximadamente 23 mil metros quadrados e está no espaço do antigo aeroporto da cidade, doado pela União ao município. O local tem cerca de 90 mil metros quadrados.

Menos Deslocamentos - Serão atendidas 21 especialidades na unidade, que terá também centro de pesquisa. Com o hospital em funcionamento será reduzido o deslocamento entre pacientes da região até Curitiba para tratamentos. Estimativa é beneficiar população de mais de 4 milhões de habitantes de 115 cidades.

Regionalizar as unidades de suporte e assistência à saúde é uma das linhas do planejamento proposta pelo Governo do Estado e pela Secretaria da Saúde. “A nossa estratégia de regionalização, por orientação do governador, contempla o Paraná por inteiro. Neste sentido, Maringá terá uma unidade capaz de ofertar serviços novos para diversos municípios, diminuindo distâncias no atendimento. É certamente um importante investimento, que leva também o carimbo do Estado para a sua finalização”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

PUBLICIDADE

Recomendados