PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Governo entrega cestas básicas para famílias da região

Cotidiano

10 de julho de 2020 19:40

Agência Estadual de Notícias


Relacionadas

Especialistas trazem dicas sobre Enem

OAB vai analisar simulação de esganadura em Júri

Julgamento do caso Rachel Genofre acontece hoje no PR

PF pede ao STF abertura de inquérito para investigar Toffoli
Governo e Cohapar apresentam programa ‘Casa Fácil Paraná’
Últimas semanas para destinar parte do IRPF para projetos sociais
Produção industrial do Paraná tem alta de 12,3% em março
Núcleos familiares de pessoas com deficiência recebem o benefício Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Núcleos familiares de pessoas com deficiência recebem o benefício

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, iniciou nesta semana, na região Centro-Sul do e nos Campos Gerais, a distribuição de 20 mil cestas básicas para prover a segurança alimentar emergencial a famílias de pessoas com deficiência que se encontram em vulnerabilidade social. 

Para essas famílias, a entrega das cestas está sendo feita nas Apaes pelas equipes das Escolas Especializadas, em conjunto com a Defesa Civil e com acompanhamento de representantes dos Escritórios Regionais e do Departamento de Políticas para Pessoas com Deficiência da Secretaria.

“As cestas estão sendo entregues como prioridade a essa população que vive em situação de grande vulnerabilidade. É nosso dever dar oportunidades de inclusão e cidadania para todos”, disse o secretário Mauro Rockenbach.

O chefe do Departamento de Políticas para Pessoas com Deficiência  da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, Felipe Braga Côrtes, explicou que o encaminhamento das cestas básicas para as instituições especializadas está sendo realizado utilizando como critério o estudo feito pelo Departamento de Políticas da Pessoa com Deficiência. “O estudo considera o Índice de Desenvolvimento Humano - IDH dos municípios, índice de propagação da Covid-19 em cada cidade, capacidade de atendimento das instituições especializadas e equipamentos municipais que disponibilizam os benefícios eventuais”, disse Côrtes.


Recurso

O recurso é originário do Fundo da Infância e Adolescência (FIA) e o repasse deliberado pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente – Cedca.  “O repasse de recursos para o atendimento emergencial de crianças e adolescentes e pessoas com deficiência em situação de vulnerabilidade está em conformidade com o Decreto Estadual 4230/2020, que estabelece situação de emergência pela pandemia do Covid-19”, explicou a presidente do Cedca, Ângela Mendonça.

PUBLICIDADE

Recomendados