Fechar supermercados aos domingos pode ser equívoco, diz Apras

Cotidiano

27 de julho de 2020 14:47

Da Redação


Relacionadas

Mercado financeiro aumenta estimativa de inflação este ano

Agrinho 2020: Estão abertas as inscrições para concursos

Estado vai isentar empresas que colaborarem nas eleições

Estados e municípios recebem última parcela de auxílio
Olimpíada de História inicia 1ª fase com 69,8 mil inscritos
Pesquisa da Uenp analisa anticorpos contra covid-19
Testes com vacina de Oxford recomeçam hoje no Brasil
Fechar supermercados aos domingos pode ser equívoco Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Segundo a Associação Paranaense, vai gerar ainda mais aglomerações

Após os supermercados de Curitiba fecharem as portas neste domingo (26), cumprindo a determinação do Decreto Municipal n.º 940/2020, o superintendente da Associação Paranaense dos Supermercados (Apras), Valmir Rovaris, disse em comunicado oficial nesta segunda-feira (27), que a medida foi um equívoco e só gerou ainda mais aglomerações.

“Entendemos que o fechamento dos supermercados aos domingos só gera aglomeração com o aumento no movimento no sábado e na segunda-feira. É matemática pura: menor tempo de atendimento é igual a maior aglomeração. Entendemos que isso prejudica o consumidor e não gera segurança em relação a Covid”, afirmou.

A Apras não entrou na justiça pedindo uma reversão do decreto em relação ao fechamento dos estabelecimentos aos domingos. Porém, as redes Angeloni e Condor fizeram isso e tiveram os pedidos de liminares negados na última sexta-feira (24).

O superintendente da Apras argumenta ainda que os estabelecimentos têm adotado todas as medidas de segurança preconizadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “Todos os supermercados têm adotados todas as medidas de segurança com uso de álcool em gel, limpeza (…) e as lojas são consideradas ambientes seguros. Prova disso são as pesquisas do Datacenso e do Comitê de Doenças Infecciosas dos EUA que apontam que ir ao supermercado é uma atividade de pouco risco, assim como pedir comida em um restaurante”, completou.

PUBLICIDADE

Recomendados