DAF bate recorde de vendas no Brasil em julho

Cotidiano

04 de agosto de 2020 19:30

Fernando Rogala


Relacionadas

ALEP aprova projeto que autoriza 200 Colégios Cívico-Militares no PR

Problemas na saúde causam milhares de acidentes

Contas públicas podem ter déficit de R$ 871 bi este ano

Procurador do MP aponta mudanças nas Eleições 2020
Paulo Eduardo Martins defende nome discreto para o STF
Programa de arrecadação de brinquedos entra na reta final
PR confirma 832 novos casos e 20 óbitos pela Covid-19
Fábrica da montadora fica em Ponta Grossa Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Modelo XF105 foi o 2º mais vendido do Brasil entre os meses de junho e julho no segmento de pesados


A DAF Caminhões Brasil registrou, nestes meses de junho e julho, os melhores resultados mensais da história da montadora no país. A empresa, que começou montando apenas um caminhão por dia quando foi inaugurada, em outubro de 2013, agora produz 20, e está pronta para aumentar essa produção, caso necessário. Com um crescimento anual médio acima de qualquer outra montadora desde que chegou no país, a DAF registrou 432 emplacamentos do modelo XF105 em junho deste ano, valor que foi recorde, e agora contabilizou mais 437 em julho, um novo recorde. 

Esse desempenho fez com que o XF105 fosse o segundo modelo de caminhão pesado mais vendido do país na soma de junho e julho, com 869 unidades emplacadas, atrás apenas do Volvo FH540, com 1222 emplacamentos; e à frente do Mercedes-Benz Actros 2651 (823 unidades), da Scania R450 (696 unidades) e do Volvo FH460 (655 emplacamentos). No acumulado do ano, esse modelo é o terceiro mais vendido, com 2.065 unidades emplacadas, abocanhando 8,64% do mercado de pesados. Esse montante, em sete meses, já corresponde a mais de dois terços das 3.015 unidades emplacadas em todo o ano de 2019, quando fechou com um percentual de mercado de 5,84% entre os pesados, o 5º modelo mais vendido do país. 

Em entrevista coletiva no último dia 23 de julho, o diretor da Paccar Parts Brasil, Carlos Tavares, reconheceu que junho foi um mês muito positivo, e que também julho se apresentava muito positivo. Além da venda de caminhões, o mercado de peças cresceu. “Em junho tivemos um recorde de todos os recordes de vendas, a nossa rede foi muito bem; a rede cresceu, em volume de serviço, 20% em junho”, resumiu. 

Ele explicou que em abril houve um ‘solavanco’, devido à pandemia, quando concessionárias fecharam. “Em abril, houve um impacto, uma redução. Em maio, um início de recuperação, e junho e julho foram muito positivos”, declarou. Desempenhos que fazem a montadora ter otimismo para sequer registrar queda nas vendas no ano – se isso acontecer, não chegará aos dois dígitos. “Os negócios começaram a voltar e o segundo semestre se aponta como positivo. Ao longo de todo nosso ano, o que vemos como projeção de vendas, não reduzimos em 10% do nosso forecast (previsão) inicial”, concluiu.

Montadora promete novidade

A DAF Caminhões Brasil promete novidades para o mês de agosto. A empresa enviou à imprensa um convite para um evento virtual, que está agendado para o próximo dia 18 de agosto. Embora sem revelar do que se trata, o convite afirma que a coletiva online marcará ‘um novo passo na história da companhia no Brasil”. A coletiva de imprensa terá a participação do Presidente da DAF no país (Lance Walters), do diretor comercial, Luis Gambim; e do diretor de desenvolvimento de produto, Ricardo Coelho.

PUBLICIDADE

Recomendados