Eleições: redes sociais reforçam ações contra fake news

Cotidiano

13 de agosto de 2020 13:50

Agência Brasil


Relacionadas

Congresso vai aperfeiçoar reforma administrativa, diz ministro

Planetários de todo o país terão exibição online terça-feira

TJ do Rio de Janeiro decide que Cristiane Brasil continuará presa

Batida de caminhão e van deixa 12 mortos em Minas
Operadoras voltam a vender viagens para o fim do ano
Sem saber que estava ao vivo, Pastor agride mulher em vídeo
SP anuncia que receberá 5 milhões de doses de CoronaVac
O Facebook lançou uma página para ajudar usuários com recursos relacionados a pesquisas de opinião pública e o Twitter expandiu regras contra mentiras que envolvam votos por correio e votação antecipada. Foto: Reprodução/Pixabay
PUBLICIDADE

Facebook lançou página e Twitter expandiu regras contra mentiras 

As plataformas de mídia social intensificaram medidas contra a desinformação voltada às eleições dos Estados Unidos. O Facebook lançou uma página para ajudar usuários com recursos relacionados a pesquisas de opinião pública e o Twitter expandiu regras contra mentiras que envolvam votos por correio e votação antecipada.

A mudança do Twitter envolverá o surgimento de novas políticas "que enfatizam informações precisas sobre todas as opções disponíveis para votar, incluindo correio e votação antecipada".

Enquanto isso, o Facebook lançou uma página com um centro de informações sobre a eleição norte-americana, para ajudar os eleitores com dados precisos e fáceis de se encontrar sobre a votação.

A empresa disse que também está discutindo com autoridades a ameaça emergente vinculada à desinformação em torno dos resultados eleitorais.

O Twitter implementará as novas ferramentas, políticas e recursos no próximo mês. A empresa está explorando como expandir suas "políticas de integridade civil" para lidar com publicações mentirosas sobre votos por correio e outros procedimentos eleitorais. Os detalhes das medidas ainda estão sendo finalizados.

PUBLICIDADE

Recomendados