Vira-lata caramelo faz anúncio sobre nova cédula de R$ 200

Cotidiano

04 de setembro de 2020 17:00

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Governo federal reduz imposto sobre videogames

Dólar aproxima-se de R$ 5,70 e tem maior valor em 5 meses

Governo sinaliza volta às aulas presenciais no PR

PR reforça o reflorestamento com 46 mil mudas de araucária
Família de Matinhos morta em acidente na BR-277 é sepultada
Ex-BBB é denunciado por quatro crimes no Paraná
Estados recebem mais de 11 mil ventiladores pulmonares
PUBLICIDADE

Cão virou estrela de peça publicitária do Banco Central em divulgação nas redes sociais

O vira-lata caramelo virou a estrela de um anúncio do Banco Central (BC) sobre a nota cédula de R$ 200. Campanhas nas redes sociais pediam que ele fosse escolhido para estampar a nova nota, assim que o BC anunciou o lançamento. Mas a homenagem foi mantida para o lobo-guará, animal típico do Cerrado brasileiro, atualmente, ameaçado de extinção, e escolhido em pesquisa realizada pelo BC em 2001.

Na peça publicitária, o vira-lata pede para os brasileiros receberem com o mesmo carinho o seu “primo selvagem, o caramelo do cerrado”. Ele apresenta os itens de segurança da nova cédula: marca d'água, número que muda de cor; número escondido; e alto-relevo.

Redes sociais

No final de julho, quando o BC anunciou o lançamento da cédula, a nova nota virou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais e surgiram memes com o vira-lata caramelo.

O deputado federal Fred Costa (Patriotas-MG) chegou a organizar um abaixo-assinado, na internet, para que a nova cédula tivesse a imagem ilustrativa do cachorro vira-lata. O deputado reconheceu a relevância do lobo-guará na fauna brasileira, mas considerou que o cachorro vira-lata está mais relacionado ao cotidiano dos brasileiros. O objetivo do deputado era chamar atenção para os milhares de animais domésticos que sofrem maus-tratos.

Segurança

A nova cédula entrou em circulação no último dia 2. Ao todo, serão disponibilizadas 450 milhões de unidades da nota até o fim do ano. A cédula de R$ 200 é impressa em papel fiduciário, que tem uma textura mais firme e áspera que o papel comum. Pelo tato, é possível sentir um alto-relevo em algumas áreas da nota, como nas legendas “Banco Central do Brasil” e “República Federativa do Brasil”, nos numerais impressos na frente e no verso, na faixa vertical de folhas, nas flores e no fruto, na efígie da República (frente) e no lobo-guará (verso).

Sob luz ultravioleta, é possível enxergar o número 200 na frente e a numeração vermelha do verso aparece na cor amarela. Além disso, pequenos fios coloridos se tornam visíveis. Ao colocar a nota na altura dos olhos, na posição horizontal, é possível ver o número 200 sob o desenho de um arbusto, no canto direito inferior da cédula, em sua face frontal.

A marca-d'água da nova cédula permite visualizar, se colocada contra a luz, a figura de um lobo-guará e o número 200, em tons que variam do claro ao escuro. Também ao posicionar a cédula contra a luz, o fio de segurança fica visível, próximo ao meio da nota.

Informações da Agência Brasil.

PUBLICIDADE

Recomendados