Eleições: 95 municípios podem ter de realizar 2º turno

Cotidiano

23 de setembro de 2020 12:20

Brasil 61


Relacionadas

Sesa divulga 1,1 mil casos novos e 14 mortes pela Covid

Plauto pede informações sobre aumento do pedágio

Governo envia à Alep projeto para extinguir Imprensa Oficial

Brasil e EUA concluem acordos para facilitar investimentos
Missão japonesa fará imagens em 8K de Marte
Portos do Paraná já receberam navios de 48 nacionalidades
Bolsonaro participa da abertura de fórum econômico
Este ano, o pleito ocorre nos dias 15 e 29 de novembro, primeiro e segundo turno, respectivamente, por conta da pandemia da Covid-19. Foto: Reprodução/Brasil 61
PUBLICIDADE

Pleito para escolha de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores ocorre nos dias 15 e 29 de novembro

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 95 municípios com mais de 200 mil habitantes podem ter de promover um segundo turno de votação para escolher prefeitos e vice-prefeitos nas Eleições Municipais de 2020. Este ano, o pleito ocorre nos dias 15 e 29 de novembro, primeiro e segundo turno, respectivamente, por conta da pandemia da Covid-19. 

Segundo a Constituição, o segundo turno para a escolha de prefeito deve ocorrer quando nenhum dos candidatos conseguir, no primeiro turno, mais da metade dos votos válidos. Se isso ocorrer, os dois mais votados no primeiro turno vão à disputa no segundo. 

Entre as capitais, 25 têm mais de 200 mil eleitores. A exceção é Palmas. Neste caso, ganha a eleição quem tiver mais votos. Não há pleito no Distrito Federal. O estado de São Paulo é o que tem o maior número de municípios com mais de 200 mil eleitores. São 28 cidades, ao todo. Em seguida, vem o Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Desde as últimas eleições municipais, em 2016. mais três cidades entraram para o grupo de locais que podem ter segundo turno para prefeito e vice-prefeito: Ribeirão das Neves (MG), Paulista (PE) e Petrolina (PE). 

PUBLICIDADE

Recomendados