Confronto após assalto deixa três mortos no Paraná

Cotidiano

24 de setembro de 2020 22:30

Da Redação


Relacionadas

Sesa divulga 1,1 mil casos novos e 14 mortes pela Covid

Plauto pede informações sobre aumento do pedágio

Governo envia à Alep projeto para extinguir Imprensa Oficial

Brasil e EUA concluem acordos para facilitar investimentos
Missão japonesa fará imagens em 8K de Marte
Portos do Paraná já receberam navios de 48 nacionalidades
Bolsonaro participa da abertura de fórum econômico
Cerca de 50 policiais atenderam ocorrência na quarta-feira (23) Foto: Reprodução/Banda B
PUBLICIDADE

Cerca de 50 policiais atenderam ocorrência na quarta-feira (23)

Um confronto entre a Polícia Militar (PM) e um grupo suspeito de assaltar uma chácara em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), deixou três mortos na tarde desta quarta-feira (23).

Segundo a Polícia Militar (PM), uma denúncia chegou pelo número 190 de que um grupo de quatro pessoas estariam esta residência localizada na rua Miguel Piekarz, no Jardim Ana Rosa. Após o confronto, que envolveu cerca de 50 policiais, um envolvido teria escapado e, até o fechamento desta reportagem, está foragido. Os outros morreram.

Em entrevista à Banda B, a cabo Nivea, do 22.° Batalhão da PM, revelou que as equipes policiais viram toda a ação dos suspeitos no momento em que chegaram na residência. Ela afirmou que eles estariam tentando levar um veículo EcoSport, de cor azul, da casa assaltada. “Houve troca de tiros e, no fim, eles saíram correndo pelo mato. Nós fomos atrás em conjunto com as equipes do Batalhão Policial de Operações Especiais (BOPE) que nos auxiliaram na procura”, destacou.

Nívea ainda informou que todos os suspeitos estavam armados e teriam levado apenas os celulares das vítimas. “Eu vi que um deles usava um revólver. Mas, segundo o senhor dono da casa, tinha uma pistola no meio. Eram quatro armas”.


Resultado

Após a troca de tiros, as equipes do Siate do Corpo de Bombeiros foram até o local para verificar o estado das vítimas. Porém, de acordo com o sargento Rafael, as equipes de socorro nada puderam fazer. “A gente chegou, verificou, e todas já estavam mortas. Dois deles tinham disparados na região do peito. O terceiro tinha ferimentos no lado do corpo”, pontuou. Os suspeitos mortos não tiveram os nomes divulgados e têm entre 20 e 30 anos.

Com informações do portal Banda B. Leia mais aqui.

PUBLICIDADE

Recomendados