Planeta Terra terá uma nova lua a partir de outubro de 2020

Cotidiano

27 de setembro de 2020 12:02

Da Redação


Relacionadas

Sesa divulga 1,1 mil casos novos e 14 mortes pela Covid

Plauto pede informações sobre aumento do pedágio

Governo envia à Alep projeto para extinguir Imprensa Oficial

Brasil e EUA concluem acordos para facilitar investimentos
Missão japonesa fará imagens em 8K de Marte
Portos do Paraná já receberam navios de 48 nacionalidades
Bolsonaro participa da abertura de fórum econômico
Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

Objeto possui um tamanho de até 14 metros de comprimento e deve fazer dois loops perto da Terra

De vez em quando, um objeto menor é temporariamente capturado na órbita do nosso planeta, permanecendo ali por um curto período de tempo (alguns meses ou anos), antes de ser jogado de volta ao espaço.

Agora, astrônomos avistaram um desses objetos (que são conhecidos como mini luas) em uma trajetória de aproximação que provavelmente será capturado temporariamente pela gravidade da Terra. Ele chegará em outubro de 2020 e ficará até maio de 2021, quando partirá para outros lugares.

Sua órbita semelhante à da Terra e sua baixa velocidade sugerem que o objeto não é um asteroide. Suas características, segundo os especialistas, são mais condizentes com algo criado pelo homem. Ou seja: tudo isso indica que o objeto é, potencialmente, lixo espacial, que teria sido descartado de um foguete que foi à Lua em 1966.

Segundo o Clarín, o tamanho estimado do objeto possui um tamanho de até 14 metros de comprimento e deve fazer dois loops perto da Terra. Entretanto, nenhum deles está perto o suficiente para entrar na atmosfera terrestre. Logo, o objeto não representa nenhum perigo à humanidade.

Se o objeto pertenceu à Centauro de 1966, ele está no espaço há 54 anos. É surpreendente que uma nave espacial de fabricação humana resista ao vácuo por todas essas décadas.

As informações são do Metro Jornal.

PUBLICIDADE

Recomendados