Missão japonesa fará imagens em 8K de Marte

Cotidiano

19 de outubro de 2020 13:00

Agência Brasil


Relacionadas

E-Título pode ser baixado até 23h59 deste sábado

Ministro da Infraestrutura anuncia que está com covid-19

PF prende em Portugal suspeito de invasão hacker ao TSE

Para justificar ausência, eleitor deve baixar e-Título hoje
Mega-Sena pode pagar R$ 3 milhões neste sábado
Jovem infectada em festa passa covid-19 para 18 parentes
PR deve produzir 24 milhões de toneladas na safra de verão
De acordo com a agência, a missão terá, como objetivo, o de esclarecer a origem das luas marcianas e o processo evolutivo do sistema marciano. Foto: Reprodução/Pexels
PUBLICIDADE

Além de fazer imagens, a missão pretende coletar areia obtida em solo 

A Agência de Exploração Aeroespacial Japonesa (Jaxa) quer ser a primeira a fotografar em ultra alta definição de 8K o planeta Marte e suas luas (Fobos e Deimos). A ideia é fazer essas imagens por meio de uma Super Hi-Vision Camera, desenvolvida em parceria com a Japan Broadcasting Corporation (NHK) na missão da Martian Moons Exploration (MMX), nave que ainda está sendo desenvolvida e que tem previsão de lançamento para 2024.

“Combinando os dados reais de voo da espaçonave MMX e as imagens obtidas pela Super Hi-Vision Camera, a exploração da espaçonave MMX em torno de Marte e suas luas (o sistema marciano), a 300 milhões de quilômetros da Terra, será recriada”, informa a Jaxa por meio de seu site.

De acordo com a agência, a missão terá, como objetivo, o de esclarecer a origem das luas marcianas e o processo evolutivo do sistema marciano. Além de observar as duas luas e Marte, por meio de câmeras 4K e 8K, a MMX, que é uma missão de retorno de amostra, pretende pousar em Fobos, onde coletará areia em sua superfície para, então, retornar à Terra.

As imagens obtidas pela super câmera serão tiradas em intervalos regulares e transmitidas em partes, de forma a viabilizar a montagem de uma imagem ampla e uniforme na Terra. Os dados da imagem original ficarão armazenados em um dispositivo de gravação na cápsula de retorno da MMX e serão trazidos de volta à Terra.

*Com informações da Agência de Exploração Aeroespacial Japonesa (Jaxa)

PUBLICIDADE

Recomendados