Senador Arolde de Oliveira morre vítima da covid-19

Cotidiano

22 de outubro de 2020 09:40

Agência Brasil


Relacionadas

PF prende em Portugal suspeito de invasão hacker ao TSE

Para justificar ausência, eleitor deve baixar e-Título hoje

Mega-Sena pode pagar R$ 3 milhões neste sábado

Jovem infectada em festa passa covid-19 para 18 parentes
PR deve produzir 24 milhões de toneladas na safra de verão
Mais de 50 cidades brasileiras terão 2º turno neste domingo
Paraná chega a 1 milhão de testes e amplia a capacidade
Senador criticou isolamento social e defendia uso da cloroquina no tratamento da covid-19 Foto: Agência Brasil
PUBLICIDADE

Político tinha 83 anos e estava internado desde início de outubro; ele foi crítico do “vírus chinês” e atacou o isolamento social

O senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) morreu nesta quarta-feira (21) em decorrência de complicações decorrentes da covid-19. A informação foi divulgada pela família no Twitter do senador.

Segundo a postagem, Arolde de Olivera morreu "vítima de covid e como consequência a falência dos órgãos". O senador pegou a covid-19 em setembro e precisou ser internado no início de outubro.

O senador tinha 83 anos e era engenheiro e economista. Antes de se eleger senador pelo Rio de Janeiro, foi deputado federal por nove mandatos. Ele também foi secretário de Transportes do Rio de Janeiro durante entre 2002 e 2008, durante a gestão do prefeito César Maia.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, soltou uma nota de pesar pela morte de Arolde de Oliveira. Segundo a nota, Arolde de Oliveira trouxe ao Senado "a experiência legislativa, o supreendente porder de comunicação e o exemplo de sua conduta afetuosa e cordata."

"Um dia triste para esta Casa. Um dia triste para os seus eleitores, admiradores, amigos e, especialmente, os seus familiares", diz Alcolumbre na nota. Alcolumbre decretou luto oficial no Senado em homenagem à memória do senado Arolde de Oliveira.

PUBLICIDADE

Recomendados