PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Dólar aproxima-se de R$ 5,70 e tem maior valor em 5 meses

Cotidiano

27 de outubro de 2020 21:50

Agência Brasil


Relacionadas

PR ultrapassa 5 milhões de doses aplicadas contra a Covid

Queiroga lamenta a morte de 500 mil brasileiros

Nise Yamaguchi processa senadores da CPI por danos morais

Relator pede que mandato de Dr. Jairinho seja cassado
Casa Civil faz balanço dos 900 dias do governo Bolsonaro
Explosão deixa quatro pessoas feridas em cidade do PR
Heineken lança cerveja Tiger no Brasil ara os jovens millennials
Dólar comercial encerrou esta terça-feira (27) vendido a R$ 5,682, com alta de R$ 0,07 (+1,25%) Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Tensões políticas no Brasil e eleições nos EUA tumultuaram mercado

Num dia marcado por tensões políticas no Congresso brasileiro e pela expectativa com as eleições presidenciais nos Estados Unidos, o dólar aproximou-se de R$ 5,70 e fechou no maior valor em cinco meses. O dólar comercial encerrou esta terça-feira (27) vendido a R$ 5,682, com alta de R$ 0,07 (+1,25%).

A cotação está no nível mais alto desde 20 de março, quando havia fechado em R$ 5,69. O dólar chegou a abrir em baixa, mas reverteu o movimento ainda nos primeiros minutos de negociação e passou a subir. A alta durante a tarde, depois que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, cancelou a sessão de hoje por falta de acordo na Comissão Mista de Orçamento, que podem atrasar a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária de 2021.

Além das tensões internas, o dólar foi pressionado por fatores externos. A proximidade das eleições norte-americanas, daqui a uma semana, aumentou a incerteza nos mercados internacionais em relação a um acordo sobre um novo pacote de estímulos econômicos nos Estados Unidos, que ficou para depois das votações.

A segunda onda de casos de covid-19 na Europa e o aumento do número de novos casos nos Estados Unidos também influenciaram o mercado externo. Com regiões norte-americanas discutindo o endurecimento das restrições sociais e vários países da Europa adotando medidas de toque de recolher, a expectativa de recuperação da economia global está deteriorada.

As informações são da Agência Brasil

PUBLICIDADE

Recomendados