Fomento Paraná já concedeu R$ 555 milhões em crédito

Cotidiano

30 de outubro de 2020 21:10

Agência Estadual de Notícias


Relacionadas

Inep divulga diretrizes e procedimentos do Encceja 2020

Taxa de desemprego passa de 13,3% para 14,6%

Megaoperação pretende prevenir e combater o crime

Caixa libera auxílio emergencial para nascidos em abril
Indústrias de laticínios ampliam a importância da cadeia do leite
Agepar cancela reajustes do pedágio de três concessionárias
Saúde suspende cirurgias eletivas por 30 dias no Paraná
Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Empréstimos e financiamentos concedidos a empreendedores informais, MEIs, micro e pequenas empresas e para obras nos municípios movimentam a economia em mais de 90% das cidades paranaenses

A Fomento Paraná vai fechar 2020 como o melhor ano da história da empresa em contratação de crédito, com mais de R$ 555 milhões aprovados. De janeiro a outubro, são R$ 290 milhões em crédito concedido para empresas e empreendedores instalados em 381 dos 399 municípios paranaenses. Outros R$ 265,5 milhões foram contratados por 80 municípios, para obras públicas e de infraestrutura.

“O volume de operações é tão grande que pela primeira vez, em 21 anos de história, a instituição consumiu totalmente os limites de crédito estipulados pelo BNDES para repasse de recursos”, destaca o diretor-presidente instituição, Heraldo Neves.

Dados do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social mostram que a Fomento Paraná está entre os agentes financeiros que mais contrataram operações pela linha BNDES Crédito Pequenas Empresas, nos últimos 15 dias, em operações com empresas de pequeno porte. Essa linha disponibiliza recursos para capital de giro para empresas de micro, pequeno e médio porte.

“São números excelentes para a economia paranaense. Certamente não teríamos conseguido processar tantas propostas se não fossem nossas parcerias com as prefeituras municipais, associações comerciais, federações e outras entidades que atuam como correspondentes ou agentes de crédito”, comenta Neves. “Além, é claro, do trabalho incansável dos nossos colaboradores, que fizeram uma grande força-tarefa para dar conta do volume de propostas, que desde abril já passa de 59 mil pedidos.”

“Esses valores mostram que conseguimos pulverizar a oferta de crédito barato para apoiar os empreendedores, especialmente as micro e pequenas empresas, que são as maiores geradoras de empregos”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Estamos muito satisfeitos com a ação da Fomento Paraná, que mostrou-se uma ferramenta excepcional para apoiar os pequenos negócios durante o período mais crítico da pandemia da Covid-19, quando boa parte dos estabelecimentos comerciais fechou as portas e perdeu receitas.”


Municípios

Com mais de R$ 14,8 milhões em empréstimos e financiamentos concedidos que atenderam 2.380 empreendimentos, o município de Foz do Iguaçu, na fronteira Oeste, foi o maior beneficiário do crédito fornecido pela Fomento Paraná em todo o Interior do Estado, de janeiro a outubro. O valor equivale ao fornecimento de um crédito per capita de R$ 57,44 por habitante da cidade e um valor médio de R$ 6.224 por empreendimento atendido.

Os 20 municípios que mais obtiveram crédito da instituição financeira estadual para seus empreendedores, nesse período, contrataram acima de R$ 2 milhões cada um. Somente na Capital foram contratados R$ 63,5 milhões. A relação reúne as maiores cidades do Estado, todas com mais de 250 mil habitantes, como Londrina, Maringá, Ponta Grossa, Cascavel e São José dos Pinhais. E outras bem menores, que tiveram excelente desempenho e grande procura por crédito, como Loanda (23 mil habitantes), Pitanga (29 mil) e Marechal Cândido Rondon (53 mil).

PUBLICIDADE

Recomendados