Engenheira formada pela UEPG é achada morta

Cotidiano

19 de novembro de 2020 10:30

Da Redação


Relacionadas

Boletim confirma mais 2.628 casos de Covid-19 no Paraná

Japão pode proibir veículos a gasolina em meados de 2030

Turismo de natureza é foco para a retomada do setor no Paraná

Adesão ao programa Brasil M.A.I.S já está disponível
Caixa inicia operações com recursos do Fungetur
FNDE prorroga prazo para renovação semestral do Fies
MPPR apura “candidaturas fictícias” de servidores
Marion Scheffer de Andrade Silva, de 29 anos, era engenheira na Prefeitura de Almirante Tamandaré Foto: Reprodução Facebook
PUBLICIDADE

Corpo Marion Scheffer de Andrade Silva, que estava desaparecida, foi encontrado em Campina Grande do Sul

A engenheira da prefeitura de Almirante Tamandaré, Marion Scheffer de Andrade Silva, de 29 anos, desaparecida desde o último sábado (14), foi encontrada morta na tarde dessa quarta-feira (18), em Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba. Ela tinha desaparecido junto com seu carro, um Palio Branco AVF 7993.

O corpo estava debaixo da ponte da represa do Capivari. Como o veículo dela estava abandonado na região, a própria família, junto com policiais, realizou buscas nas proximidades. Marion se formou em Engenharia Civil na Universidade Estadual de Ponta Grossa. A Polícia Civil investiga o caso. O laudo do Instituto Médico Legal apontará as causas do óbito.

As informações são do site Tamandaré Urgente

PUBLICIDADE

Recomendados