Governo decreta estado de calamidade no Amapá

Cotidiano

23 de novembro de 2020 13:00

Brasil 61


Relacionadas

Inscrições para estágio na Yara entram na última semana

Caminhoneiros ameaçam greve dia 1º de fevereiro

Parceria garante recursos e obras para União da Vitória

Cerveja deve ficar entre 10 e 15% mais cara em 2021
Caminhão cai dentro de represa após acidente no PR
Paraná tem o maior salário mínimo do país
Inscrições para o Prouni estão abertas até sexta-feira
A expectativa do Ministério de Minas e Energia é de que a situação seja normalizada até 26 de novembro. Foto: Reprodução/Brasil 61
PUBLICIDADE

Portaria publicada nesse fim de semana decreta estado de calamidade no estado

Após 20 dias do primeiro incêndio em um transformador de uma subestação de energia no Amapá, o Governo Federal reconheceu estado de calamidade pública no estado. Em portaria publicada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, o secretário nacional de Proteção e defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, reconhece “por procedimento sumário, o estado de calamidade pública na área do território do estado do Amapá, afetada pelo desastre.”

No dia 3 de novembro, o incêndio na subestação de energia deixou 14 dos 16 municípios amapaenses sem energia. A situação perdurou por mais de 80 horas e, no momento, a população segue em sistema de rodízio, com fornecimento de energia limitado.

Com o estado de calamidade decretado, os moradores locais têm algumas garantias, como segurança jurídica e antecipação de pagamentos de aposentadorias e benefícios assistenciais, como Bolsa Família.

A expectativa do Ministério de Minas e Energia é de que a situação seja normalizada até 26 de novembro.

PUBLICIDADE

Recomendados