PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Benefícios acima do salário mínimo têm reajuste de 5,45%

Cotidiano

15 de janeiro de 2021 11:20

Brasil 61


Relacionadas

Projeto autoriza estados e municípios a comprarem vacinas

Bolsonaro zera PIS e Cofins do diesel e do gás de cozinha

Renault investirá R$ 1,1 bilhão até 2022 em fábrica no Paraná

Com IR, 3 milhões terão que devolver auxílio emergencial
Médico é agredido após defender lockdown no Paraná
Há vagas: confira as empresas que estão contratando
Sanepar atenderá apenas virtualmente nesta semana
Com a mudança, o teto dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passa a ser de R$ 6.433,57. Foto: Reprodução/Arquivo EBC
PUBLICIDADE

Com a mudança, o teto dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passa a ser de R$ 6.433,57

Os segurados da Previdência que recebem acima do salário mínimo terão um reajuste de 5,45% no benefício. É o que aponta o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Os novos valores foram oficializados por uma Portaria publicada nesta quarta-feira (13), no Diário Oficial da União.

Com a mudança, o teto dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passa a ser de R$ 6.433,57. Até então o valor era R$ 6.101,06. O reajuste vale desde 1º de janeiro de 2021.

As alíquotas são de 7.5% para aqueles que ganham até R$ 1.100; de 9% para quem ganha entre R$ 1.100,01 até R$ 2.203,48; de 12% para os que ganham entre R$ 2.203,49 até R$ 3.305,22; e de 14% para quem ganha de R$ 3.305,23 até R$ 6.433,57. Essas alíquotas, relativas aos salários de janeiro, deverão ser recolhidas apenas em fevereiro.

PUBLICIDADE

Recomendados