PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Gasolina começa o ano mais cara do que em 2020

Cotidiano

19 de janeiro de 2021 12:00

Da Redação


Relacionadas

Bakri se manifesta sobre novo contrato dos pedágios

Justiça nega vacinação prioritária a fisioterapeutas

Confira as 10 profissões com melhores salários em 2021

Sicredi é destaque no ranking do Ministério da Economia
Explosão atinge centro de testes da covid-19 na Holanda
PIB brasileiro sofre retração de 4,1% em 2020
Venda de imóveis registra alta de 26% em 2020
Na comparação com a primeira quinzena de dezembro, a gasolina teve um aumento de 2,18% em um mês. Foto: Reprodução/Marcello Casal Jr/Agência Brasil
PUBLICIDADE

Combustível está 19,5% acima da média do mês com preços mais baixos de 2020

De acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), a gasolina nos primeiros dias de janeiro é comercializada ao preço médio de R$ 4,786 nos postos brasileiros. O valor é 1,92% mais caro que a média por litro no fechamento de dezembro e está acima do registrado em todo o ano passado. No feriado de Ano Novo, dois dos primeiros dias de 2021 registraram preços acima da média do mês até agora, de R$ 4,787.

Na comparação com a primeira quinzena de dezembro, a gasolina teve um aumento de 2,18% em um mês. Desde maio, quando o combustível teve o seu menor preço em 2020, o acréscimo é de 19,5% na média nacional.

Mesmo com o avanço do preço, a gasolina segue compensando mais que o etanol na relação 70/30 em 20 Estados. Nas Regiões Nordeste e Sul, o combustível é unânime na comparação.

“O litro da gasolina é 6% mais barato na Região Sul do que na Região Nordeste. Ainda assim, todos os Estados em ambas as regiões têm o combustível com vantagem em relação ao etanol. O IPTL deste mês, no entanto, nos mostra que a gasolina teve aumento em todos os Estados”, pontua Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Tanto a gasolina mais cara como a mais barata foram registradas na Região Norte em janeiro. No Amapá, onde tem o menor preço, o combustível é comercializado à média de R$ 4,243. No Acre, Estado mais caro, a média é de R$ 5,207. Apenas o Rio de Janeiro também registra valores acima de R$ 5,00. No Estado, o litro está cotado a R$ 5,093.

O maior aumento foi registrado no Amazonas, onde o preço da gasolina cresceu 4,43% em relação a dezembro e é comercializado a R$ 4,530.

Na comparação com as outras regiões, o Nordeste tem a gasolina mais cara, com média de R$ 4,846, um aumento de 1,79% em relação a dezembro. Na Região Sul, que tem o menor preço, o aumento foi de 2,08%, e a média de preço está em R$ 4,574.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais de 25 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Informações Assessoria de Imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados