PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Prorrogada a inscrição para militares da reserva em colégios

Cotidiano

19 de janeiro de 2021 19:20

Da Redação


Relacionadas

Homem é morto a tiros no PR; polícia ainda apura o caso

PR registra 8,5 mil novos casos de Covid-19 em um único dia

PR registra 136 novas multas por infrações ligadas à Covid-19

Especialistas apontam causas do avanço da Covid na região sul
Idoso morre após acidente de trânsito no Paraná
Aumento da gasolina causa impacto no preço do etanol
Mais de 2 milhões já enviaram declaração à Receita Federal
Foto: Agência Estadual de Notícias
PUBLICIDADE

Policiais militares da reserva remunerada  podem consultar o edital do processo seletivo para o preenchimento de 806 vagas

As inscrições para o programa de Colégios Cívico-Militares do Governo do Estado foram prorrogadas até o dia 29 de janeiro de 2021. Policiais militares da reserva remunerada já podem consultar o edital do processo seletivo para o preenchimento de 806 vagas destinadas ao Corpo de Militares Estaduais Inativos Voluntários (CMEIV). As vagas são para as funções de Diretor Cívico-Militar e Monitor Cívico-Militar. Os requisitos para o processo seletivo podem ser consultados aqui www.seguranca.pr.gov.br/edital-CMEIV

Os interessados devem procurar diretamente o Setor de Pessoal (P1) das unidades da PM, nas regiões que receberão o programa, conforme o edital, e apresentar o RG (funcional), o formulário de dados biográficos (já preenchido), data da Reserva Remunerada no Diário Oficial e declaração de próprio punho de que não exerce cargo público. Depois, precisam continuar o procedimento pelos Núcleos Regionais de Ensino (NREs), pelo site www.educacao.pr.gov.br/credenciamento_diretores para Diretores, e Monitores.

"Existe toda uma especialidade nesse processo porque o policial militar inativo voluntário desenvolverá ações junto às instituições de ensino, ou seja, existe toda uma especificidade que está em processo de preparação. Tudo isso para que os policiais sejam habilitados, com características psicológicas e técnicas, para a atuação nas escolas estaduais", explica o coordenador do Corpo de Militares Estaduais Inativos junto à Secretaria da Segurança Púbica, major Dalton Gean Perovano.

O programa será implantado em 199 colégios estaduais de 117 municípios paranaenses, escolhidos pela própria comunidade após consulta pública feita pelo Governo do Estado. A iniciativa envolve as secretarias estaduais da Educação e Esporte e da Segurança Pública, com a proposta de uma gestão escolar compartilhada entre militares estaduais e profissionais da educação nas séries dos Ensinos Fundamental e Médio. Das 806 vagas ofertadas, 199 são para Diretor Cívico Militar e 607 para Monitor Cívico Militar.

Requisitos

De acordo com o edital, os principais requisitos para concorrer à seleção são a manifestação expressa de vontade, aptidão de saúde física e mental, parecer favorável de investigação em vida funcional e social, não estar condenado ou denunciado por crimes de natureza militar e comum e não estar respondendo ou vir a responder a Conselho de Disciplina ou Justificação, estar com o porte de arma de fogo vigente, não se enquadrar no grupo de risco em decorrência da Pandemia do Covid-19, conforme o decreto estadual nº 4230/20 e condições do artigo 2º da resolução da Secretaria da Saúde nº 1129/20.

Depois da inscrição, os candidatos passarão pelo Exame de Aptidão Física, composto por teste de esforço, hemograma completo e PSA total (para candidatos masculinos igual ou superior a idade de 50 anos), pelo Exame de Capacidade Física, pela Investigação da Vida Funcional e Social, pela Avaliação de Vídeo e pela Entrevista e Avaliação de Plano de Gestão.

Para concorrer à vaga de Diretor Cívico-Militar, os militares estaduais deverão estar no posto/graduação entre 3º sargento e coronel. Já para a função de Monitor Cívico-Militar, podem se candidatar policiais militares com graduações entre soldado de 1ª Classe e subtenente. Para os dois cargos, os interessados precisam ter sido transferidos para a reserva remunerada com proventos integrais ou por compulsória (quando atingem a idade limite para o serviço ativo), ou ainda os que atingiram proventos proporcionais até o dia 25 de setembro de 2017.

PUBLICIDADE

Recomendados