PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Operação apreende 48 quilos de peixes nativos

Cotidiano

20 de janeiro de 2021 20:30

Da Redação


Relacionadas

Iniciativa vai premiar startups lideradas por mulheres

Brasil tem recorde de mortes por covid-19 pelo terceiro dia seguido

Sesa divulga mais 95 mortes causadas pela Covid

Forças policiais vão intensificar fiscalização após decreto
Satélite brasileiro será lançado na madrugada deste domingo
Empresário compra carro de luxo, mas não cabe no veículo
Secretário diz que PR tem apenas 17 respiradores reservas
Foto: Divulgação SEDEST
PUBLICIDADE

A ação ocorreu após identificar vários registros nas redes sociais de pesca ilegal no local. O responsável pela pousada será notificado a comparecer ao Escritório do IAT em Ponta Grossa para sanções administrativas

O Instituto Água e Terra (IAT) de Ponta Grossa, junto com o 3° pelotão da Polícia Ambiental de Telêmaco Borba, realizaram nessa terça-feira (19) operação contra pesca ilegal em uma pousada no município de Ortigueira. Pescadores no local exibiam fotos e vídeos nas redes sociais pescando espécies nativas que estão proibidas.

45 quilos de traíra e 3 quilos de piau foram encontrados em freezer da pousada. Perguntado sobre a procedência dos peixes, o arrendatário do local informou que duas pessoas pescaram há aproximadamente 15 dias e deixaram ali em seu freezer.

“Recebemos também áudios informando que os peixes que eram pescados ali estavam guardados no freezer da pousada”, relata o sargento da Polícia Ambiental que comandou a operação, Sandro Moreira da Cruz. “A pesca e abate dessas espécies de peixes estão proibidos devido a época de reprodução natural dos peixes, a piracema”.

PENALIDADES – O proprietário será enquadrado no artigo 34, parágrafo único, inciso lll da Lei Federal de Crimes Ambientais nº 9605/98 por beneficiar espécimes da fauna silvestre, provenientes de pesca proibida.

O chefe regional do IAT, Ivan Loureiro, que também participou da operação, ficou responsável pela aplicação administrativa da ocorrência. “O responsável será notificado e terá que comparecer ao escritório para aplicação das sanções administrativas”, diz.

Durante o patrulhamento, foram localizadas uma rede de 40m em uma embarcação abandonada e uma tarrafa fora das imediações da pousada. O material apreendido será destruído no 3º pelotão da 4ª Cia BPAMB Força Verde.

Com informações da Assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados