PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Governo inclui caminhoneiros entre prioritários para vacina

Cotidiano

22 de janeiro de 2021 17:00

Da Redação


Relacionadas

Homem é morto a tiros no PR; polícia ainda apura o caso

PR registra 8,5 mil novos casos de Covid-19 em um único dia

PR registra 136 novas multas por infrações ligadas à Covid-19

Especialistas apontam causas do avanço da Covid na região sul
Idoso morre após acidente de trânsito no Paraná
Aumento da gasolina causa impacto no preço do etanol
Mais de 2 milhões já enviaram declaração à Receita Federal
Ministério da Saúde contabiliza 1,24 milhão de caminhoneiros como potenciais alvos do plano de vacinação contra a Covid-19 Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Ministério da Saúde contabiliza 1,24 milhão de caminhoneiros como potenciais alvos do plano de vacinação contra a Covid-19

Sob a ameaça de uma eventual greve dos caminhoneiros, o governo Bolsonaro incluiu a categoria na lista do grupo de prioridades para o recebimento das vacinas contra Covid-19 no país, conforme atualização do plano nacional de imunização enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF).

No documento encaminhado pela Advocacia-Geral da União ao Supremo na quinta-feira à noite, o Ministério da Saúde contabiliza 1,24 milhão de caminhoneiros como potenciais alvos do plano de vacinação, elevando o total de pessoas do grupo prioritário para 77,2 milhões.

O Brasil, no entanto, só dispõe até o momento de 12,8 milhões de doses das vacinas CoronaVac e AstraZeneca, ambas que precisam ser aplicadas em duas doses. A vacinação no país começou esta semana, com prioridade para trabalhadores da área de saúde e povos indígenas, entre outros.

A decisão do ministério de incluir os caminhoneiros foi anunciada em meio a convocações esparsas de greve da categoria, apesar do momento de alta na demanda por fretes gerada pelo transporte da safra agrícola do país.

Com informações do portal Terra. Leia mais aqui.

PUBLICIDADE

Recomendados