PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Paraná terá ‘lockdown’ a partir deste sábado

Cotidiano

26 de fevereiro de 2021 12:46

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Inscrições para Programa Qualifica Mais estão reabertas

Mais 1,2 mil novos casos de covid são confirmados no PR

Setor energético terá investimentos de R$ 3 tri até 2030

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em junho
Brasil terá em maio 4 milhões de doses do Covax Facility
Paraná ultrapassa 900 mil casos do coronavírus
Mundo chega a 3 milhões de mortes por covid-19
Medidas valem nos 399 municípios do estado Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Decreto do governador Ratinho Junior permite apenas funcionamento de serviços essenciais. Circulação de pessoas das 20h às 5h está proibida

O governador do Paraná, Ratinho Junior, anunciou na manhã desta sexta-feira (26) que o Paraná terá um ‘lockdown’ da meia-noite deste sábado (27) até às 5h do dia 8 de março. A medida busca diminuir a ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria no estado, que estão saturados, além da queda dos números de casos e mortes.

Em pronunciamento oficial no Palácio do Iguaçu, foram apresentados os números da situação hospitalar no Paraná, através do gestor de leitos Dr. Vinícius Filipak. Quem também fez os apontamentos sobre o atual momento do estado em relação à Covid-19 foi o secretário de Saúde, Beto Preto.

Assista a live completa do pronunciamento do governador Ratinho Junior.

Confira as principais medidas que serão adotadas a partir deste sábado:

- Atividades e serviços não essenciais estão suspensos;

- Proibição da circulação das pessoas em espaços e vias públicas, além da comercialização e consumo de bebidas alcoólicas, das 20h às 5h;

- Suspensão de todas as aulas presenciais;

- Adequação do expediente dos trabalhadores para não circularem nos horários descritos acima;

- Atividades religiosas apenas com atendimento individual ou culto online;

- Regime de teletrabalho para órgãos do Estado;

- Delivery, drive-thru e take away estão permitidos;

- Prioridade de substituir o trabalho presencial pelo trabalho, quando possível;

- Suspensão das cirurgias eletivas por 30 dias;

- Intensificação da fiscalização para cumprimento das medidas;

- Abertura de 99 leitos de UTI e 153 clínicos, dos quais 10 e 25, respectivamente, serão no Hospital Cruz Vermelha em Castro.

PUBLICIDADE

Recomendados