PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Heineken fecha acordo com Coca-Cola e aumenta competição

Cotidiano

27 de fevereiro de 2021 14:14

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Projeto cria programa de saúde mental no SUS na pandemia

Arns destaca luta pela menor tarifa no pedágio do PR

CCR RodoNorte reforça avanço e compromisso com prazos

STF forma maioria para anular condenações de Lula
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022
Curitiba segue com bandeira laranja, mas amplia horários
368 mil doses de vacinas contra a covid-19 chegam ao PR
Distribuição de marcas será facilitada para a cervejaria Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Disputa com a Ambev, após acerto das duas multinacionais, deverá ficar ainda mais acirrada

O Grupo Heineken e o sistema de distribuição da Coca-Cola no Brasil resolveram um impasse que se arrastava desde 2017, quando a cervejaria holandesa comprou a Brasil Kirin. Com isso, afasta-se a possibilidade da Heineken ter problemas para fazer sua distribuição até o fim do contrato, beneficiando a Ambev.

Segundo os analistas, a competição será ainda mais acirrada. A rusga ocorreu porque a Brasil Kirin possui um sistema de distribuição nacional após ser vendida, mas as duas marcas se desentenderam, indo parar em uma câmara arbitral, com a cervejaria obrigada a manter as distribuidoras parceiras até ano que vem.

Com isso, as marcas Heineken e Amstel ficaram com a produtora de cerveja holandesa, enquanto a Kaiser, Bavaria e Sol estarão sob o oferecimento da marca de refrigerantes – além de contar com a marca premium da Eisenbahn e outros rótulos de fora do país.

Esse acordo trará uma disputa interessante com a Ambev, com o desabastecimento até de garrafas verdes para a Heineken. 

Com informações do Estadão.

PUBLICIDADE

Recomendados