PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Podemos apoia medidas de restrição no Paraná

Cotidiano

27 de fevereiro de 2021 16:01

Dhiego Tchmolo


Relacionadas

Projeto cria programa de saúde mental no SUS na pandemia

Arns destaca luta pela menor tarifa no pedágio do PR

CCR RodoNorte reforça avanço e compromisso com prazos

STF forma maioria para anular condenações de Lula
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022
Curitiba segue com bandeira laranja, mas amplia horários
368 mil doses de vacinas contra a covid-19 chegam ao PR
Cesar Silvestri Filho apontou importância de medidas Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Partido sinalizou que medidas são necessárias após Governo Federal não estabelecer estratégias eficientes

O partido político Podemos, através de seu presidente Cesar Silvestri Filho, lançou uma nota em apoio às medidas de restrição que passaram a vigorar no Paraná na madrugada deste sábado (27). O decreto de Ratinho Junior, segundo a legenda, irá contribuir para que haja preservação da vida e a busca da retomada econômica.

A nota cita, também, que o Governo Federal não tomou as medidas necessárias para controlar o avanço do vírus durante este período. Confira, abaixo, a nota divulgada pelo Podemos Paraná, assinado pelo presidente Cesar Silvestri Filho, em relação às restrições do Governo do Estado que valem até o dia 8 de março:

“O Podemos Paraná apoia o governador e os prefeitos paranaenses que, neste momento, estão tendo que tomar decisões difíceis, mas necessárias, para proteger a população.

Assim como outros estados brasileiros, o Paraná vive o período mais crítico desde o início da pandemia do novo coronavírus. Durante um ano, o Governo Federal não conseguiu estabelecer estratégias eficazes para conter o avanço da doença, desestimulou medidas sanitárias, desacreditou a ciência e foi incapaz de criar um plano consistente de aquisição e distribuição de vacinas, ao contrário do que outras nações fizeram.

É por isso que hoje, todos nós, temos que pagar o preço caríssimo de perda de vidas, de empregos e de renda.

Esperamos que as medidas rígidas de quarentena anunciadas nesta sexta-feira (26) possam salvar a vida dos paranaenses e permitir que a tão esperada retomada econômica chegue com mais brevidade”.

PUBLICIDADE

Recomendados