PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Mulher morre de covid dias depois de comemorar cura

Cotidiano

05 de abril de 2021 11:45

Da Redação


Relacionadas

Bolsonaro promete isentar motos de pedágio em rodovias

Butantan entrega hoje mais 2 milhões de doses de vacina CoronaVac

Motorista bêbado prensa policial contra parede no PR

'Rede estadual está preparada', diz secretário do PR
PR recebe 67,8 mil doses da Pfizer nesta segunda
Manvailer é interrogado por 11 horas no Tribunal do Júri
Saúde distribuirá mais de 1 milhão de vacinas da Pfizer
Andreia Alves Silva, que morreu de Covid-19 quase 20 dias após ter comemorado cura da doença. Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

A mulher teve covid, recebeu alta e acabou morrendo em decorrência da doença dias depois. 

Uma mulher de 40 anos morreu de coronavírus em Sorocaba (interior de São Paulo) quase 20 dias após ter enviado uma mensagem ao filho comemorando que havia se curado da doença. Na conversa, Andreia Alves Silva disse que havia tido alta do hospital. “Sobrevivi à Covid”, escreveu.

Em entrevista ao portal G1, a irmã da vítima, Adriele Alves, explicou que ela não tinha comorbidades e continuou trabalhando durante a pandemia como balconista em uma loja de cosméticos. Andreia foi à Unidade Pré-Hospitalar (UPH) Zona Oeste pela primeira vez quando começou a sentir dores no corpo e um pouco de falta de ar. Recebeu o diagnóstico de uma pequena pneumonia e iniciou o tratamento em casa.

Três dias após o início da medicação, no entanto, Andreia teria começado a apresentar outros sintomas. “No quarto dia, ela falou: ‘Estou tendo falta de ar, algumas dores no corpo e alguns desmaios’”, explicou Adriele. A vítima retornou para a UPH, onde foi constatado um comprometimento no pulmão, mas que podia ser cuidado em casa. Dois dias depois, Andreia passou mal e dirigiu-se pela terceira vez à unidade hospitalar, porém os médicos teriam dito que não era Covid. De acordo com a irmã, o teste da doença chegou a ser feito, mas o resultado demorou a sair. “Eles passaram o medicamento para Covid, mas disseram que não era”, afirmou à reportagem do G1.

Leia na íntegra no Yahoo.

PUBLICIDADE

Recomendados