PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Projeto obriga teste da covid e quarentena ao chegar no Brasil

Cotidiano

17 de abril de 2021 09:40

Agência Câmara de Notícias


Relacionadas

Homem coloca veneno na cerveja para matar a esposa

Inflação da construção civil registra taxa de 1,87% em abril

PR já aplicou mais de 3 milhões de doses da vacina da Covid

Anvisa proíbe AstraZeneca para grávidas
BPMOA intensifica treinamento de pilotos contra incêndios
Ataques aéreos na Faixa de Gaza deixam mais de 20 mortos
Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia
Autor da proposta é o deputado Tulio Gadêlha (PDT). Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
PUBLICIDADE

Brasileiros em retorno ao Brasil poderão cumprir a quarentena em suas casas

O Projeto de Lei 1350/21 propõe testes obrigatórios para a covid-19 e quarentena de nove dias para qualquer pessoa – brasileira ou estrangeira – que chegar ao Brasil, mesmo os que apresentem comprovante de vacinação do exterior, enquanto durar a emergência em saúde pública. O objetivo é aumentar a segurança sanitária e reduzir a disseminação do novo coronavírus no País.

A proposta, do deputado Túlio Gadêlha (PDT), tramita na Câmara dos Deputados. O texto acrescenta as medidas à Lei de Migração. “Assim como outros países, nós devemos também redobrar a segurança sanitária dos que chegam aqui, sobretudo nesta fase crítica da pandemia que estamos vivendo”, argumenta o parlamentar.

Conforme o texto, o estrangeiro deverá ter destino certo e informar o local onde vai ficar para que o Poder Público possa fiscalizar. Os custos da quarentena ficarão a cargo de cada viajante. A recusa pelo confinamento implicará na deportação compulsória do viajante. Já os brasileiros em retorno ao Brasil poderão cumprir a quarentena em suas casas.

Ainda pela proposta, no sétimo dia de isolamento, a pessoa deverá realizar um novo exame para detectar se há presença do coronavírus. Em caso de resultado negativo, a quarentena poderá ser suspensa. Do contrário, um novo período de confinamento será exigido, desta vez por 15 dias.

Informações: Agência Câmara de Notícias.

PUBLICIDADE

Recomendados