PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Jovem morre ao tentar impedir namorado bêbado de dirigir

Cotidiano

15 de maio de 2021 18:30

Da Redação


Relacionadas

PR e Banco Mundial alinham linha de crédito de R$ 654 mi

Bolsonaro surta, tira máscara e manda mulher calar a boca

Juliette canta música em novo filme de Bohemia

Secretário sofre edema pulmonar e vai parar na UTI
Queiroga anuncia chegada de 1,5 mi de vacinas da Janssen
Vídeo mostra como vai ficar a nova orla de Matinhos
Dia Mundial da Yoga: atividade melhora qualidade de vida
Mariana morreu com múltiplas fraturas e haviam marcas de pneu na barriga da jovem. Foto: Kisie Ainoã - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS
PUBLICIDADE

A jovem de 19 anos  subiu no capô do carro para impedir o namorado de dirigir, foi arremessada e atropelada depois que motorista bateu carro em poste. O caso foi em Campo Grande/MS

Mariana Vitória Vieira Lima, de 19 anos, morreu na madrugada deste sábado (15) ao ser atropelada. Ela tentava impedir o namorado bêbado de dirigir. Rafael de Souza, de 19 anos, foi preso em flagrante por feminicídio, pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

O acidente ocorreu por volta das 4h30, na Avenida Arquiteto Rubens Gil de Camillo, no bairro Santa Fé, em Campo Grande.

De acordo com a PM (Polícia Militar), Rafael contou que os dois estavam bebendo em um bar, na Avenida Afonso Pena, quando começaram a discutir. O jovem disse que pegou a chave do carro para ir embora, mas Mariana viu que ele estava muito alterado e disse "não sai com o carro que você vai morrer".

Conforme a polícia, a jovem então subiu no capô do veículo tentando impedir que Rafael dirigisse bêbado. Mas ele "arrancou" com o carro mesmo assim, indo da Avenida Afonso Pena em direção à Via Parque.

Ao fazer uma curva, para entrar na  Avenida Arquiteto Rubens Gil de Camillo, Rafael perdeu o controle do veículo, bateu em um poste e arremessou a namorada alguns metros à frente. O jovem ainda passou com o carro por cima de Mariana e só parou o veículo cerca de 50 metros à frente.

Em teste de etilômetro, o resultado foi de 0,89 mg de álcool por litro de sangue no corpo de Rafael. Momentos após ser algemado e colocado na viatura da PM, investigadores da Deam chegaram ao local e prenderam Rafael por feminicídio.

De acordo com a perícia, Mariana morreu com múltiplas fraturas e haviam marcas de pneu na barriga da jovem. Rafael não teve ferimentos, mas, de acordo com a reportagem, estava muito abalado e, antes de ser preso, chorava próximo ao corpo da namorada. Ele foi levado para a Deam, que vai investigar o caso.


 Informações  CAMPO GRANDE NEWS

PUBLICIDADE

Recomendados