PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Escolas do Paraná podem ter ensino obrigatório de espanhol

Cotidiano

23 de julho de 2021 21:30

Da Redação


Relacionadas

PL da terceira dose da vacina contra a covid vai a sanção

Criança dá partida em carro, atropela e mata prima no MT

Novo recorde, Japão tem 86 mil pessoas com mais de 100 anos

Força-tarefa fecha 20 estabelecimentos em Curitiba
Pandemia impacta em necessitados de transplante
Grávida do primeiro filho, ex-jogadora morre aos 42 anos
PSDB-PR anuncia apoio à candidatura de Eduardo Leite
Projeto será debatido pelos deputados estaduais em agosto Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Projeto será debatido pelos deputados estaduais em agosto

Os deputados estaduais pretendem debater, no dia 2 de agosto, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que acrescenta a obrigatoriedade do ensino da língua espanhola nas escolas públicas do Paraná. A medida seria válida do ensino fundamental II até o final do ensino médio e as aulas ocorreriam durante as atividades regulares, com um mínimo de 2 horas/aula por semana. A proposta é assinada por 19 deputados e aguarda parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que deve aprovar a admissibilidade do documento para seguir a tramitação no Legislativo.

O debate da inclusão do idioma na grade curricular acontece em nível nacional, através do movimento #FicaEspanhol. Alguns estados, como o Rio Grande do Sul, Rondônia e Paraíba já aprovaram a inclusão. Nos estados de Santa Catarina, São Paulo, Pernambuco, Ceará, Rio de Janeiro, Piauí, Goiás, Minas Gerais, Pará e Mato Grosso tramitam proposições (projetos de lei e PECs).

Atualmente, a maioria das escolas do Paraná garante, na grade curricular e no horário regular de aula, o ensino de uma única língua estrangeira (inglês) e realiza a oferta de espanhol e de outros idiomas por meio do CELEM, no contraturno. Este horário inviabiliza o acesso da maioria dos alunos que, por diversas razões, não pode comparecer à escola ou realizar cursos na modalidade remota em horário diferente.

Com informações da assessoria de imprensa

PUBLICIDADE

Recomendados