PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

PM é agredida ao atender perturbação de sossego no PR

Cotidiano

24 de julho de 2021 16:01

Banda B


Relacionadas

Covid-19: OMS escolhe Fiocruz para produzir nova vacina

Inscrições para PSS de professores terminam quinta

Anvisa determina recolhimento de lotes da CoronaVac

Caixa paga hoje auxílio para nascidos em fevereiro
Assembleia aprova projeto de transferência de renda
Pandemia derruba número de passageiros de ônibus urbanos
Decreto libera eventos para até 5 mil pessoas no PR
Ataque aconteceu dentro de um bar, no momento em que as equipes policiais fizeram a autuação para recolhimento do equipamento de som Foto: Divulgação/Banda B
PUBLICIDADE

Ataque aconteceu dentro de um bar, no momento em que as equipes policiais fizeram a autuação para recolhimento do equipamento de som

Uma policial militar de Curitiba foi agredida, no começo da madrugada deste sábado (24), durante atendimento a uma ocorrência de perturbação de sossego. O ataque aconteceu dentro de um bar do bairro Lindóia, no momento em que as equipes policiais fizeram a autuação para recolhimento do equipamento de som. Três pessoas acabaram detidas no local.

Em entrevista à Banda B, a soldado Paim, do 13° Batalhão da PM, lamentou o ocorrido. “As pessoas não entendem que a gente não faz isso por querer [recolhimento dos equipamentos], mas sim pelo fato de receber um pedido de ajuda. É muito triste”, disse.


Orientação não cumprida

Antes da confusão, os policiais militares já haviam feito a orientação para que o som fosse desligado. Cerca de dez minutos depois, porém, a dona do estabelecimento voltou a ligar o equipamento.

Segundo Paim, ela chegou a ter o óculos quebrado durante as agressões. “Foram arranhões, puxões de cabelo, socos, pontapés e meu óculos, que foi quebrado durante o atendimento”, lamentou.

Além da dona, foram detidos o pai e a mãe dela. Todos foram levados para a Central de Flagrantes, que passa a cuidar do caso.

A soldado agredida foi levada ao Instituto Médico Legal (IML) para realização de exame de corpo de delito.


Com informações da Banda B

PUBLICIDADE

Recomendados