PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Cidades registram atos por vacinas e contra Bolsonaro

Cotidiano

24 de julho de 2021 16:58

Da Redação


Relacionadas

Tiroteio em Curitiba resulta em suspeito morto e dois presos

Profissionais de saúde vão receber dose de reforço

Alexandre Garcia é demitido ao defender tratamento precoce

Ratinho Jr. sanciona lei que destina R$ 480 mi à Educação
CCR RodoNorte supera os 53 mil atendimentos em 2021
Leilão do 5G é marcado para 4 de novembro pela Anatel
Obras da Ponte que liga Brasil-Paraguai estão 70% concluídas
Manifestantes foram às ruas neste sábado em diversas cidades do país Foto: Metrópoles
PUBLICIDADE

Manifestantes foram às ruas neste sábado em diversas cidades do país

Manifestantes foram às ruas neste sábado (24) em diversas cidades do país para protestar contra o governo federal. Entre as principais reivindicações dos populares eram os pedidos pela saída do presidente Jair Bolsonaro, mais vacinas contra a covid-19 e o fim da corrupção.


Ponta Grossa

A concentração aconteceu na Praça Barão de Guaraúna, às 15 horas. A manifestação foi promovida pela Frente Ampla Democrática. Segundo a organização, o evento "tem como objetivo emanar a voz de milhões de Brasileiros que clamam por justiça pelos mais de meio milhão de mortos nesta pandemia".

Rio de Janeiro

Pela manhã, na capital fluminense, manifestantes se reuniram em frente ao monumento de Zumbi dos Palmares, no centro da cidade. Eles ocuparam parte da Avenida Presidente Vargas e, depois, seguiram por outras vias do centro da cidade.

Salvador

Na capital baiana, também pela manhã, os participantes se reuniram na Praça do Campo Grande e, em seguida, saíram no sentido da Praça Principal. Eles gritavam palavras de ordem e exibiam faixas e cartazes.

Minas Gerais

Em Belo Horizonte, os manifestantes se reuniram na Praça da Liberdade, onde exibiram um boneco inflável gigante que fazia alusão ao presidente. Eles fizeram críticas ao uso do medicamento cloroquina no tratamento da doença.

Brasília

Na capital federal, a concentração acontece em frente ao Museu da República. De lá, a previsão é que os manifestantes sigam pela Esplanada dos Ministérios até o Congresso Nacional. As vias de acesso foram interditadas para veículos em ambos os sentidos.

PUBLICIDADE

Recomendados