PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Casal é morto com 35 tiros na fronteira do Paraguai

Cotidiano

28 de julho de 2021 15:19

Da Redação


Relacionadas

Primavera é marcada pela manifestação de alergias

Venda de imóvel de programa habitacional é proibida

Confiança do industrial no Paraná cai em setembro

Tiroteio em Curitiba resulta em suspeito morto e dois presos
Profissionais de saúde vão receber dose de reforço
Alexandre Garcia é demitido ao defender tratamento precoce
Ratinho Jr. sanciona lei que destina R$ 480 mi à Educação
Mateo Martínez Armoa, de 21 anos, e Anabel Centurion Mancuelo, de 22, foram assassinados Foto: divulgação
PUBLICIDADE

Mateo Martínez Armoa, de 21 anos, e Anabel Centurion Mancuelo, de 22, foram mortos na última segunda-feira (26). Junto ao corpo das vítimas, os pistoleiros deixaram um bilhete

Um casal foi executado com mais de 35 tiros enquanto jantava em uma choperia na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na fronteira com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. Mateo Martínez Armoa, de 21 anos, e Anabel Centurion Mancuelo, de 22, foram mortos na última segunda-feira (26). Junto ao corpo das vítimas, os pistoleiros deixaram um bilhete.

De acordo com a polícia paraguaia, um papel foi deixado preso à cabeça de Mateo. Nele, estava escrito em espanhol: “Por favor não roubar. Ass: Justiceiros da Fronteira”.

A polícia também informou que o casal estava comemorando o aniversário de 22 anos da moça. O objetivo dos pistoleiros, segundo a polícia, era matar o homem, que foi atingido com ao menos 36 tiros e morreu na hora.

Anabel chegou a ser levada para um hospital particular de Pedro Juan Caballero, mas morreu na madrugada de terça-feira (27).

Horas antes da execução, o casal trocou declarações de amor nas redes sociais por conta do aniversário da jovem. Em sua rede social, ela compartilhou uma foto com a legenda em espanhol: “Mi amor”.

Mateo, que usa o nome “Matheus Elefante” nas redes, parabenizou a namorada.

"Que no final deste dia você sinta seu coração aconchegado e recheado de amor, carinho e muita alegria. [...] Que Deus nos proteja e nos conceda muitos anos de vida. Eu te amo!".

A polícia suspeita que facções criminosas estão envolvidas com o crime, por conta da natureza do bilhete. Mateo também é investigado por possível participação em delitos.

Com informações do site Yahoo

 

PUBLICIDADE

Recomendados