PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

UEPG e Secc-PR disponibilizam bolsas de qualificação

Cotidiano

16 de setembro de 2021 21:00

Da Redação


Relacionadas

PR receberá R$ 930 mi para investir em projetos ambientais

Assembleia vota pela criação do Departamento de Polícia Penal

CPI pedirá indiciamento de Bolsonaro, Onyx e Queiroga

87% das cidades do PR vacinam adolescentes sem comorbidade
Noite de gala assinala os 11 anos de existência do 4º CRPM
Ratinho apresenta Paraná a fundos soberanos de Abu Dhabi
Crianças órfãs pela Covid-19 recebem apoio do Estado
Cerca de 12 mil trabalhadores da área cultural serão contemplados Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Cerca de 12 mil trabalhadores da área cultural serão contemplados

A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), em parceria com a Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura do Paraná (Secc-PR), abriu nesta quarta-feira (15) as inscrições para o Programa Bolsa-Qualificação Cultural Para Trabalhadores e Trabalhadores da Cultura no Paraná. O Programa tem o objetivo de incentivar o processo de formação e garantir necessários para participação em editais e ações da Secc. Considerado pela Secretaria como o maior e mais completo programa de qualificação cultural do país, o Programa qualificará 12 mil trabalhadores da cultura do Paraná. As inscrições seguem abertas até 30 de setembro.

O projeto será executado pela UEPG, por meio do acompanhamento e assessoramento técnico, pedagógico e operacional de facilitadores contratados pela Universidade. Carlos Willians Jaques Morais, coordenador geral do Programa na UEPG, explica que a Universidade já oferece cursos na área, por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais (Proex) e Núcleo de Tecnologia e Educação Aberta e a Distância (Nutead). “Mediante a tantas experiências formativas e parcerias com outros órgãos do Estado, firmamos a oferta desse Programa”, conta. Segundo Carlos, a parceria será a oportunidade de realizar um trabalho em rede com todos os trabalhadores do setor cultural do Estado, além de possibilitar um mapeamento das linguagens artísticas no Paraná. “O trabalho de diálogo e abertura da gestão da Universidade, com os diversos setores da sociedade, faz com que essas parcerias se materializem em oferta de cursos de excelência e em melhoria da qualidade de vida das pessoas”, completa.

Para o professor Miguel Sanches Neto, reitor da UEPG, o fato da Universidade ser a instituição escolhida para ofertar o Programa Bolsa-Qualificação demonstra o compromisso com a cultura no Paraná e do Brasil. “Uma história construída, entre tantas outras ações, pelo Fenata – Festival Nacional de Teatro, que já tem quase 50 anos”. A Superintendente da Cultura, Luciana Casagrande Pereira, destaca que a contrapartida do artista no Programa é participar das aulas, nas quais ele irá ganhar mais conhecimento. “Principalmente no que se refere à questão de aprender a trabalhar com as leis de fomento à cultura. Esse foi um gargalo de conhecimento que temos identificado com frequência, dessa forma estamos desenvolvendo ações de cultura para o futuro”, salienta.

Segundo Aldo Nelson Bona, superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, os promotores de cultura, além de receber formação durante o período, terão direito à uma bolsa. “Esta formação é possível pela parceria com a UEPG. Isto atende a uma diretriz do nosso Governador, de que nossas Universidade sirvam cada vez mais para execução das políticas públicas do Estado e da sociedade como um todo”, completa.

Sobre o programa

O contemplado receberá R$ 3 mil (em 3x de R$ 1 mil), para assistir aulas divididas em 3 módulos de 40 horas. O recurso provém da Lei Aldir Blanc, lei federal de auxílio emergencial aos trabalhadores e trabalhadoras da Cultura no Brasil. Os cursos oferecidos são da área de Artes Visuais; Audiovisual; Circo; Dança; Literatura, Livro e Leitura; Música; Ópera; Povos, Comunidades Tradicionais e Culturas Populares; Teatro; e Técnicos. As aulas acontecerão na modalidade Ensino à Distância (EaD), porém, os interessados que não tiverem acesso à internet poderão solicitar material impresso à UEPG. Podem se inscrever trabalhadores e trabalhadoras do setor cultural, que residam no Paraná, com idade mínima de 18 anos e atuação comprovada na área de, no mínimo, dois anos. “Os bolsistas deverão obrigatoriamente acompanhar as aulas de qualificação em políticas públicas de incentivo à Cultura, referentes às suas áreas de atuação”, adiciona Carlos Willians. A distribuição das vagas é proporcional à população de cada macrorregião.

As inscrições acontecem por meio do link: u.uepg.br/bolsacultura

PUBLICIDADE

Recomendados