PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Paraná lança rede inédita de museus universitários

Cotidiano

21 de setembro de 2021 13:40

Da Redação


Relacionadas

Número de empresas no Brasil cresceu 6,6% em um ano

Empresas devem R$ 896,2 bilhões aos cofres públicos

Paraná tem mais 1.550 casos e 59 óbitos de covid

Mega-Sena deve pagar neste sábado R$ 26,5 milhões
Consumo de energia cresce 8% no terceiro trimestre no Paraná
Sanepar lidera grupo de estudo da Bacia do Pitangui
Campanha conscientiza sobre câncer de mama em pets
A iniciativa foi anunciada nesta segunda-feira (20) durante a abertura local da 15ª Primavera dos Museus, transmitida pelo Museu Campos Gerais, da Universidade de Ponta Grossa. Foto: UEPG
PUBLICIDADE

A iniciativa foi anunciada nesta segunda-feira (20) durante a abertura local da 15ª Primavera dos Museus, transmitida pelo Museu Campos Gerais, da Universidade de Ponta Grossa

 

O Paraná passa a contar com uma Rede Estadual de Museus Universitários para fortalecer o acervo científico no Estado. A iniciativa inédita foi anunciada nesta segunda-feira (20) durante o evento de abertura local da 15ª Primavera dos Museus, transmitido pelo Museu Campos Gerais, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). 

O objetivo é criar um espaço de diálogo e planejamento entre os gestores de centros de memórias e museus vinculados às universidades estaduais. 

Durante a cerimônia, o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, destacou a importância da iniciativa para o Estado. “Queremos discutir a situação dos espaços e formas de incentivo, buscando soluções coletivas e elaborando uma política de fortalecimento dos museus universitários”, afirmou. 

O grupo será composto por gestores de espaços de memória e diretores de cultura ligados às universidades. Ao todo, o Paraná possui 14 museus universitários, nas cidades de Ponta Grossa, Londrina, Apucarana, Campo Mourão, Guarapuava, Maringá, Jacarezinho e Curitiba (dois museus por cidade, em média). 

Segundo o assessor para Museus e Cultura da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), Renê Wagner Ramos, os museus são fundamentais para o desenvolvimento de pesquisas acadêmicas, no momento em que museus e centros de memória passam por um processo de adaptação a uma nova realidade. 

“A rede também nos ajuda a planejar o papel desses locais, que possuem uma importância fundamental na cultura, ensino, pesquisa e extensão universitária”, destacou. 

A Rede Estadual de Museus Universitários também visa estimular novos debates sobre identificação, organização, preservação e pesquisa dos acervos e coleções universitárias, contribuindo com a valorização regional. 

“Essa rede vem para fortalecer a política das nossas universidades de manutenção desses espaços importantíssimos para a memória e pesquisa das diferentes regiões do Estado”, afirmou o reitor da UEPG, Miguel Sanches Neto. 

PRIMAVERA DOS MUSEUS – Os painéis e as ações culturais remotas da programação do Museu Campos Gerais na 15ª Primavera dos Museus seguem até sexta-feira (24). Detalhes do evento podem ser encontrados no site do MCG. Ele é direcionado para diferentes públicos, como pesquisadores, gestores a estudantes e professores, tanto da comunidade universitária quanto do público externo. 

MUSEOLOGIA – Autorizado em 2019, o curso de Museologia da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) é o primeiro do Estado nessa área. A graduação atende a uma demanda de profissionais, valorizando a preservação da memória científica e cultural. Segundo o Conselho Federal de Museologia (Cofem), no Brasil há apenas 13 cursos de graduação e quatro cursos de pós-graduação em Museologia. 

PUBLICIDADE

Recomendados