PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Preso, 'Hulkinho do tráfico" agia como ex-capa da Playboy

Cotidiano

23 de setembro de 2021 11:06

Da Redação


Relacionadas

Tempestade atinge 35 mil pessoas em 69 cidades no PR

CCR RodoNorte chega a marca de 5 mil vidas salvas no Paraná

Hospital Cajuru realiza arrecadação para melhorar a estrutura

Polícia Rodoviária comemora 57 anos com entrega de medalhas
Saúde confirma 1.604 novos casos e 45 óbitos pela Covid-19
PSDB do PR realiza lançamento do segmento evangélico
DER reúne 56 municípios para formalizar doações de veículos
Hulkinho foi preso na última quarta-feira (22) e agia de forma semelhante à de Pâmela Pantera. Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

Hulkinho foi preso na última quarta-feira (22) e agia de forma semelhante à de Pâmela Pantera

Conhecido como "Hulkinho do tráfico", Jean Ferreira Leal, de 27 anos, agia de uma maneira muito semelhante à da ex-capa da Playboy, Flávia Tamayo, conhecida como Pâmela Pantera, também presa pela Polícia Civil do Distrito Federal (DF) e condenada a oito anos de prisão por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Leal foi detido na última quarta-feira (22), por policiais da 5ª DP (Área Central), sob suspeita de vender cocaína e drogas sintéticas durante encontros de sexo com clientes, numa espécie de venda casada.

De acordo com as investigações da polícia, "Hulkinho" tinha uma clientela de alto poder aquisitivo. Além dos encontros, ele venderia drogas também em festas direcionadas à comunidade LGBTQIAP+ e para outros garotos e garotas de programa, por meio de aplicativos, com local de entrega previamente acordado.

O suspeito se apresentava nas redes sociais como Jean Hulkinho. Ele foi preso quando estava perto de uma padaria na Quadra 312 Norte, em Brasília. De acordo com a polícia, Leal foi flagrado quando negociava a venda de cocaína "escama de peixe" — droga com alto teor de pureza e mais cara que a comum — com um cliente.

Veja a matéria completa no Portal Extra.

PUBLICIDADE

Recomendados