PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Caixa paga sexta parcela do auxílio para nascidos em abril

Cotidiano

24 de setembro de 2021 08:27

Agência Brasil


Relacionadas

Temporal volta a causar estragos na rede elétrica no PR

Número de empresas no Brasil cresceu 6,6% em um ano

Empresas devem R$ 896,2 bilhões aos cofres públicos

Paraná tem mais 1.550 casos e 59 óbitos de covid
Mega-Sena deve pagar neste sábado R$ 26,5 milhões
Consumo de energia cresce 8% no terceiro trimestre no Paraná
Sanepar lidera grupo de estudo da Bacia do Pitangui
Benefício também será pago a inscritos no Bolsa Família com NIS 6. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
PUBLICIDADE

Benefício também será pago a inscritos no Bolsa Família com NIS 6

Trabalhadores informais nascidos em abril recebem hoje (24) a sexta parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro é depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta corrente.

Também hoje, recebem a sexta parcela do auxílio emergencial os participantes no Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) de final 6. As datas da prorrogação do benefício foram anunciadas em agosto.

Ao todo 45,6 milhões de brasileiros estão sendo beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. Ele é pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada (veja abaixo guia de perguntas e respostas).

Em todos os casos, o auxílio é pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

O programa se encerraria em julho, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para as parcelas.

Com informações: Agência Brasil.

PUBLICIDADE

Recomendados