PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Vereador e filha de governador foram executados na fronteira

Cotidiano

09 de outubro de 2021 15:57

G1


Relacionadas

CCR RodoNorte realiza quase 60 mil atendimentos

Paraná busca ampliar auxílio emergencial a 25 mil empresas

CPI conclui depoimentos e relatório será lido na quarta

Para novembro, Petrobras teme desabastecimento no Brasil
Cachorro faz pose e seduz passageira de carro vizinho
Ratinho Junior entrega caminhões-pipa para 46 cidades do Paraná
Estado divulga lista do programa Bolsa Qualificação Cultural
Suspeitos desceram de uma caminhonete, se aproximaram do veículo da vítima, atiraram e fugiram Foto: Reprodução/Redes Sociais
PUBLICIDADE

Vereador de 37 anos foi morto a tiros ontem (8), em Ponta Porã. Outras quatro vítimas foram baleadas na manhã deste sábado (9)


Cinco pessoas foram executadas em menos de 24 horas, na fronteira entre Brasil e Paraguai. Entre as vítimas estão um vereador de Ponta Porã, cidade sul-mato-grossense vizinha à paraguaia Pedro Juan Caballero, onde as outras quatro foram mortas. Neste grupo está a filha do governador do departamento de Amambai, que é o estado onde fica o município. A polícia ainda não tem pistas sobre possíveis suspeitos.

O primeiro a ser morto foi o vereador eleito pelo DEM, Farid Charbell Badaoui Afif, de 37 anos. Ele foi executado na tarde dessa sexta-feira (8), quando andava de bicicleta. De acordo com a Polícia Civil, os tiros que atingiram o vereador foram disparados por uma pessoa que estava em uma motocicleta.

No lado paraguaio, em Pedro Juan, entre os mortos estão Haylee Carolina Acevedo Yunis, de 21 anos, filha do governador de Amambai, Ronald Acevedo. Ela foi atingida por seis tiros.


Veja mais informações e detalhes das vítimas no portal G1

PUBLICIDADE

Recomendados