PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

PR recolhe R$ 20,7 mi em multas para cirurgias eletivas

Cotidiano

15 de outubro de 2021 14:30

Da Redação


Relacionadas

Segundo dia de aplicação do Enem será neste domingo

MM é uma das 500 maiores empresas do Sul do Brasil

Thais Borges exalta os legados deixados pela concessão

Caminhos do Paraná irá manter serviços na região
Serviços sobre IPVA podem ser solicitados pela internet
Rottas conquista Prêmio Incorporador do Ano de 2021
Safra de grãos no PR pode chegar a 25,61 mi de toneladas
O secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, formalizou nesta quinta-feira o termo de aplicação de R$ 20.771.952 para o Fundo Estadual de Saúde (Funsaude). Os recursos têm origem no Fundo Estadual de Defesa do Consumidor (Fecon) e é resultado de multas aplicadas pelo Procon da secretaria de Justiça a bancos que lesaram os consumidores. Foto: SEJUF
PUBLICIDADE

Transferência dos recursos do Fundo Estadual de Defesa do Consumidor para o Funsaúde foi autorizada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior. Formalização foi assinada pelo secretário da Justiça, Família e Trabalho e representantes da Sesa

A Secretaria estadual da Justiça, Família e Trabalho formalizou nesta semana o termo de aplicação de R$ 20,77 milhões do Fundo Estadual de Defesa do Consumidor (Fecon) para o Fundo Estadual de Saúde (Funsaúde). Os recursos são resultado de multas aplicadas pelo Procon-PR a bancos que lesaram os consumidores.

O Funsaúde, gerida pela Secretaria estadual da Saúde e o dinheiro será destinado para a realização das cirurgias eletivas, que ficaram suspensas durante o período de pandemia.

A formalização foi assinada nesta quinta-feira (14) pelo secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, na Associação Médica do Paraná (AMP), em Curitiba. O ato fez parte de um evento em homenagens aos médicos. “A Associação Médica, com toda a credibilidade que tem, é avalista desta parceria da Secretaria de Justiça com a Secretaria de Saúde”, afirmou.

A transferência dos recursos foi autorizada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e é fruto da Lei 20.532/2021, proposta pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho e o Ministério Público do Paraná, destinando 95% dos recursos do Fecon para o Funsaúde e para o Fundo Estadual da Assistência Social (FEAS).

“Essa é uma importante orientação do governador Ratinho Junior para reforçar a questão das cirurgias eletivas, especialmente agora na retomada de ações da Saúde, pós-pandemia”, disse o secretário da Saúde, Beto Preto. "O Paraná vai abrir mutirões de cirurgias eletivas para superar o que ficou para trás. A retomada efetiva das cirurgias eletivas é um dever da saúde pública".

O chefe de gabinete da Secretaria da Saúde, César Augusto Neves, que assinou o termo do acordo, enfatizou a parceria da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho durante a pandemia. “Usaremos os recursos federais para os mutirões, mas esse dinheiro vai nos possibilitar lançar o programa estadual de cirurgias eletivas”, disse.

PUBLICIDADE

Recomendados