PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Mulher faz festa com bolo de Hitler e caso vai para a polícia

Cotidiano

19 de outubro de 2021 10:20

Da Redação


Relacionadas

Jornalista paranaense Roseli Abrão morre vítima de tumor

5G: como a tecnologia vai mudar a vida dos brasileiros

Calçada rompe e 30 pessoas caem na tubulação de rio em SC

Trabalhador morre eletrocutado após guincho tocar fiação no PR
Homem se passa por freira para realizar atendimentos médicos
Caixa volta ao horário de atendimento pré-pandemia
Enem: estudantes com covid podem ter reaplicação da prova
A universidade onde ela estuda encaminhou o caso às autoridades policiais. Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

A universidade onde ela estuda encaminhou o caso às autoridades policiais

O tema da festa da estudante Caroline Gutknecht, de 24 anos, virou caso de polícia. O motivo: ela teria praticado apologia ao nazismo ao comemorar aniversário com bolo confeitado com a imagem de Adolf Hitler.

Fotos foram compartilhadas nas redes sociais pela própria aniversariante, aluna do curso de história da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Em nota, a instituição se manifestou e afirmou ter encaminhado o caso às autoridades policiais “para as providências adequadas”.

A universidade ainda disse que está acompanhando a situação e averiguando os fatos ocorridos com a “cautela necessária, também para que não aconteçam atos injustos, devido a análises intempestivas”.

“Uma universidade precisa ser um espaço de apoio a todas as pessoas, garantindo direitos, valorizando a vida. A UFPel é contra qualquer forma de enaltecimento ao nazismo, ao fascismo e a autores de crimes contra a Humanidade. Em dias tão tristes como os que estamos vivendo, de pandemia, de afastamento e de crise de valores, precisamos cuidar de nós, cuidar das pessoas à nossa volta, assim como daqueles e daquelas que necessitam do nosso apoio”, informou, em nota divulgada pelo jornal Extra.

Com informações: Banda B.

PUBLICIDADE

Recomendados