PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

RodoNorte chega a marca de 5 mil vidas salvas no PR

Cotidiano

28 de outubro de 2021 08:46

Da Redação


Relacionadas

Thais Borges exalta os legados deixados pela concessão

Caminhos do Paraná irá manter serviços na região

Serviços sobre IPVA podem ser solicitados pela internet

Rottas conquista Prêmio Incorporador do Ano de 2021
Safra de grãos no PR pode chegar a 25,61 mi de toneladas
Polícia revela causa da morte de Marília Mendonça
Vendedor se passa por mulher e joga óleo quente em jovem
Motoristas contam com atendimento 24 horas por dia nas rodovias cuidadas pela CCR RodoNorte Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Número considera redução expressiva nos índices e óbitos registrados nas rodovias cuidadas pela companhia em 23 anos de operação no Estado

Faltando menos de um mês para o final do contrato de concessão entre a CCR RodoNorte e o Governo do Paraná, a concessionária chega a uma marca expressiva quando falamos na segurança dos milhares de motoristas e clientes que circulam diariamente pelas rodovias cuidadas pela companhia: são 5 mil vidas salvas nos mais 23 anos de atividades no Estado, resultado de uma série de ações e atividades realizadas nestas duas décadas.

E como a CCR RodoNorte chegou a este número? Trata-se de uma estatística atualizada mensalmente pela área de atendimento da concessionária e que leva em consideração os índices de acidentes e óbitos nas rodovias; a marca de 5 mil vidas salvas leva em conta uma hipotética situação em que não existisse o programa de concessões nas rodovias cuidadas pela CCR RodoNorte neste período, considerando os índices registrados em 1998 (último ano antes do atendimento disponibilizado pela companhia).

Ou seja, sem a presença da CCR RodoNorte 24 horas por dia nestes segmentos, a estimativa é de que mais 5 mil vidas seriam perdidas em algumas das principais rodovias do Estado. “Este número baseado nos índices, considerando o atendimento realizado pelas nossas equipes, é maior ainda: foram milhões de ocorrências atendidas nestes 23 anos, muitas delas onde nossas equipes de APH atenderam situações gravíssimas e salvaram a vida de quem estava envolvido”, reforça a diretora-presidente da companhia Thais Caroline Borges.

E uma dessas histórias é de Kellintom Vidal da Silva, estudante de engenharia química em Telêmaco Borba: em maio de 2019, quando retornava para Ortigueira depois de mais um dia de aulas, foi atingido pela peça de um caminhão que trafegava pela BR 376. Com o atendimento rápido das equipes de Atendimento Pré-Hospitalar (APH) da CCR RodoNorte, Kellintom, que estava em estado grave, foi rapidamente trazido para Ponta Grossa já recebendo os primeiros socorros necessários, que foram fundamentais para que ele seguisse vivo e iniciasse a sua recuperação na chegada ao hospital.

“Durante a recuperação, os médicos que acompanharam o Kellintom nos disseram que foi este atendimento que manteve meu filho vivo, por conta das paradas respiratórias e o traumatismo craniano que ele acabou sofrendo no acidente. A vida do Kellintom é um milagre de Deus, e por isso sou grata a Ele e a todos da CCR RodoNorte por terem socorrido meu filho”, relata Sirlene Vidal da Silva, mãe do jovem que, já em fase final de recuperação, deve retornar aos estudos no ano que vem.

Conjunto de fatores

A queda significativa nos índices de acidentes (73% em comparação com o início da concessão) e óbitos (82% na mesma comparação), que possibilitaram o número de 5 mil vidas salvas, é resultado de um conjunto de fatores para além dos atendimentos e da estrutura disponibilizada 24 horas por dia pela CCR RodoNorte. Além disso, obras importantes, como as duplicações da PR 151 e BR 376, novos viadutos, trincheiras e marginais, além da recuperação completa de todos os trechos cuidados pela concessionária, tiveram papel decisivo para as reduções.

“Quando você realiza melhorias significativas em um determinado trecho, você passa a aplicar o conceito das rodovias que perdoam, que consiste em você propiciar uma condição em que, caso haja um determinado problema ou imperícia do motorista, os riscos são menores do que se essa situação ocorre numa rodovia que não possui esse tipo de condição”, explica Mauro Bertelli, gerente de atendimento da CCR RodoNorte.

Atendimento especializado

Até o dia 27 de novembro, o motorista que circula nas rodovias cuidadas pela CCR RodoNorte conta com uma série de serviços especializados, além de ter a possibilidade de, antes de pegar a estrada ou mesmo em trânsito, poder também consultar as condições de tráfego pelo site www.rodonorte.com.br ou pelo telefone 0800 042 1500. O telefone ‘0800’ também é o contato para registro de ocorrências e solicitação de atendimento para o segmento entre Curitiba e Apucarana (BRs 277 e 376), além do trecho de Ponta Grossa e Jaguariaíva (PR 151).

PUBLICIDADE

Recomendados