>


PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

TSE cassa mandato do Delegado Francischini

Cotidiano

28 de outubro de 2021 13:09

Da Redação


Relacionadas

Polícia apreende mais de 300 quilos de maconha no Paraná

PR registra mais 16,3 mil novos casos e 17 óbitos pela covid

Polícia Civil apreende armas e munições em Guaratuba

Pastor se nega a pagar conserto e é morto a tiros no PR
Estiagem deve pressionar inflação de alimentos em 2022
Mulher morre após grave acidente em rodovia do PR
Anvisa recebeu ameaças após aprovar vacina
Delegado Francischini é acusado de disseminação de notícias falsas sobre fraudes nas urnas eletrônicas durante as eleições de 2018. Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Deputado estadual Delegado Francischini (PSL), do Paraná, também ficará inelegível por oito anos contados a partir de 2018. Ele afirmou que irá recorrer

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, nesta quinta-feira (28), cassar o mandato do deputado estadual do Paraná Fernando Francischini (PSL), conhecido como Delegado Francischini, acusado de disseminação de notícias falsas sobre fraudes nas urnas eletrônicas durante as eleições de 2018.

A corte também votou pela inelegibilidade de Francischini por oito anos contados a partir de 2018 – ou seja, até 2026.

Os ministros Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Mauro Campbell e Sérgio Banhos acompanharam o entendimento do relator, ministro Luis Felipe Salomão, que apresentou voto favorável à cassação e inelegibilidade por oito anos do parlamentar. Carlos Horbach, por sua vez, votou divergente dos demais.

Em seu voto, Salomão destacou que o vídeo feito pelo deputado estadual teve 6 milhões de visualizações e “levou a erro milhões de eleitores”. “Me chamou a atenção que eram denúncias absolutamente falsas, manipuladoras. Levou a erro milhões de eleitores”, afirmou.

 

Com informações da CNN

 

PUBLICIDADE

Recomendados