PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Homem que 'viralizou' após beijar enteada na boca é morto em casa

Cotidiano

26 de novembro de 2021 11:24

Da Redação


Relacionadas

Semipesado CF se diferencia pelo conforto e alta tecnologia

Helicóptero com três pessoas cai em Florianópolis

Paranacidade abre inscrições para processo seletivo

'Pode beber depois da vacina?' é a frase mais pesquisada no Google
PR pede ajuda ao governo federal devido a falta de chuvas
PSDB faz anúncio de pré-candidato ao Governo do Paraná
Asteroide se aproxima do Planeta Terra nesta terça
A mãe da criança que gravou a cena e compartilhou nas redes teme ter o mesmo fim Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

A mãe da criança que gravou a cena e compartilhou nas redes teme ter o mesmo fim


Rosinaldo Andrade, de 41 anos, foi encontrado morto dentro de casa, no Mato Grosso do Sul, após ter um vídeo viralizado na internet que o mostra beijando a boca da enteada, de 6 anos. O caso começou quando a própria mãe da criança gravou os dois em uma lancha e compartilhou a cena nas redes sociais. Apesar da família ter visto o ocorrido com naturalidade, o caso revoltou muitas pessoas.

A polícia chegou a intimar a família para prestar depoimento sobre o flagrante e até mesmo a assinar um pedido de prisão preventiva ao homem. Entretanto, ao voltar da delegacia, Rosinaldo gravou áudios para diversos internautas e declarou que iria processar todos que assistiam a cena com maus olhos, isso porque, segundo ele, não havia maldade alguma na cena.

De acordo com a Record TV, há a suspeita de que as pessoas que acompanharam o caso, tenham descoberto o endereço da família em Itaquiraí, a 402 quilômetros de Campo Grande, e se dirigido até o local, para cometer o crime. Rosinaldo foi executado com um tiro na nuca. A mãe da criança disse temer ter o mesmo fim que o marido. Ela é investigada por omissão.

Em áudios que a Record TV acesso, a mulher afirma que haviam pessoas mandando mensagens de ódio e ameaçando Rosinaldo de morte. Em depoimento, ela informou que os dois eram casados há três meses e que no dia em que o vídeo foi gravado todos estavam bêbados. A gravação foi compartilhada no status de WhatsApp da mãe da criança e, na sequência, compartilhado sucessivamente.

Além da criança de 6 anos, Rosinaldo também era padrasto de outras duas meninas, uma de 12 aos e outra de apenas um ano de idade. Um amigo recente da família revelou que o homem era muito carinhoso com as enteadas, mas que nunca havia reparado nada de anormal no relacionamento entre eles.

Assim que a imagens chegaram ao conhecimento da polícia, as meninas foram afastadas do convívio com o suspeito e encaminhadas para um abrigo do Conselho Tutelar. Em depoimento especial, a criança que foi beijada não relatou nenhum outro abuso.

A Polícia Civil ainda não tem suspeitos pelo crime, mas para o delegado do caso está óbvio: o homem morreu pelo beijo dado na enteada.


As informações são do RIC Mais

PUBLICIDADE

Recomendados