PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Estado finaliza a entrega de 90 mil cartões do ‘Comida Boa’

Cotidiano

20 de janeiro de 2022 19:00

Da Redação


Relacionadas

Cantor de dupla sertaneja morre em acidente na BR-116

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 3 milhões

Mulheres representam maioria do eleitorado ponta-grossense

Rubens Bueno apresenta projeto para agilizar concessão do INSS
Investimentos da Sanepar crescem 36% no primeiro trimestre
Pesquisa Ipespe mostra Lula com 44% e Bolsonaro com 31%
Explosão destrói hotel de luxo em Havana e deixa 8 mortos
Geraldo Bubniak/AEN Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

90 mil cartões já foram entregues aos municípios, mas cerca de um terço dos beneficiários ainda não fez a retirada

O Governo do Estado já entregou aos 399 municípios as 90 mil unidades do Cartão Comida Boa, programa de transferência de renda que destina R$ 80,00 mensais para a compra de itens de necessidade básica a famílias paranaenses em situação de vulnerabilidade social. Agora, a Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho orienta os beneficiários que, por algum motivo, ainda não utilizaram o seu cartão.

Levantamento da pasta mostra que cerca de 28 mil cartões ainda não foram desbloqueados. Como o desbloqueio é feito automaticamente após a entrega, isso significa que eles não foram retirados nos Centros de Referência em Assistência Social (Cras) dos municípios por mudança de domicílio das famílias, falta de conhecimento sobre o programa ou porque o beneficiário pode estar acamado ou institucionalizado, além de outras questões.

Os cartões começaram a ser entregues em 15 dezembro, com R$ 80,00 já disponíveis para as compras. Uma nova recarga do benefício deve ser feita na próxima terça-feira (25).

“Como é o primeiro mês de pagamento, essa demora para a retirada era esperada. Estamos orientando os usuários e os municípios sobre a importância de manter atualizado o Cadastro Único, que é utilizado como base para o benefício”, explica Bruna Samek, assessora técnica do Departamento de Assistência Social da secretaria.

“Um número expressivo de usuários do Cadastro Único mudou de município e não atualizou seu domicílio. Eles entraram em contato conosco e já solicitamos uma segunda via que está sendo enviada para a cidade correta”, ressalta. “Muitas famílias vão receber agora a segunda via com as duas parcelas, outras pessoas foram atrás de procuração ou atualizaram o nome do beneficiário para que alguém da família possa receber”.

DÚVIDAS – Se alguém tem dúvida se tem ou não direito ao Cartão Comida Boa, pode acessar o site www.justica.pr.gov.br/comidaboa e inserir seu CPF para consultar se está habilitado para receber o benefício. Caso esteja, é só retirar o cartão no Cras mais próximo de sua casa. Esses locais também podem orientar pessoalmente os beneficiários. Em alguns municípios, também está sendo a busca ativa das famílias.

Pelo site, é possível ainda desbloquear o cartão, caso o usuário ainda não tenha feito isso. Basta clicar no link disponível na página e preencher os campos com o número do CPF e do cartão que recebeu.

O benefício é voltado a famílias em situação de pobreza (renda familiar mensal, per capita, entre R$ 100 e R$ 200) ou extrema pobreza (renda familiar mensal, per capita, de até R$ 100), que não são atendidas pelo Auxílio Brasil, do governo federal. “O Cartão Comida Boa é um programa criado pelo Governo do Paraná durante a pandemia da Covid-19 e tornado permanente, através de lei estadual, com objetivo de garantir socorro alimentar às pessoas em situação de extrema vulnerabilidade social”, afirma o secretário Ney Leprevost, de Justiça, Família e Trabalho.

Além disso, também é importante se inscrever ou atualizar os dados no Cadastro Único para Programas Sociais, do governo federal (confira AQUI). Além do Comida Boa, ele dá acesso a vários programas sociais dos governos federal, estadual e municipais.

No Paraná, por exemplo, é possível participar dos programas Energia Solidária e Água Solidária, que dá descontos nas tarifas de luz e água, respectivamente.

COMPRAS – As famílias que já estão com seu cartão em mãos estão ajudando a movimentar os comércio locais. Até o momento, foram gastos cerca de R$ 4,5 milhões em compras de alimentos, produtos de higiene e limpeza e outros itens de necessidade básica. As compras podem ser feitas em qualquer estabelecimento comercial cadastrado no programa.

Podem participar estabelecimentos de qualquer porte, como pequenos comércios locais, mercearias e mercados. Os próprios usuários podem indicar os estabelecimentos próximos à sua casa, através do site da empresa Greencard, que administra o cartão do programa; pelo WhatsApp (51) 99796-5759; pelo telefone (51) 3226-8999 ou pelo e-mail [email protected]

PUBLICIDADE

Recomendados