PLATAFORMAS


EDITORIAS


SEÇÕES


PROJETOS


INSTITUCIONAL

Parada cardíaca em criança não teve relação com a vacina

Cotidiano

21 de janeiro de 2022 10:17

Da Redação


Relacionadas

Lojas MM entrega mais um caminhão de prêmios

Ratinho Jr. destaca papel do Sul para crescimento do Brasil

Doria desiste da pré-candidatura à Presidência

Calendário do IPVA das placas de finais 9 e 0 acaba hoje
Carro de concurseiro pega fogo a 1 Km da prova
Caixa paga parcela do Auxílio Brasil para beneficiários
Mulher reaparece após ser dada como morta no litoral de SP
A menina tem uma doença congênita rara que era desconhecida pelos pais. Foto: IStock
PUBLICIDADE

A menina tem uma doença congênita rara que era desconhecida pelos pais

De acordo com o Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde, a parada cardíaca em uma menina de 10 anos não teve qualquer relação com a aplicação do imunizante da Pfizer contra a covid-19.

Uma investigação foi aberta logo após o ocorrido e nesta quinta-feira (20) foi concluído que a menina tinha uma doença congênita rara que era desconhecida pelos pais e esta foi a causa do evento.

“O Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde informa que concluiu nesta quinta-feira (20) a investigação que descartou o evento adverso pós-vacinação na criança de dez anos do município de Lençóis Paulista. Não existe relação causal entre a vacinação e quadro clínico apresentado”, diz a nota do governo.

O Governo de São Paulo também disse em nota que “a análise realizada por mais de 10 especialistas apontou que a criança possuía uma doença congênita rara, desconhecida até então pela família, que desencadeou o quadro clínico”.

Leia a matéria completa no site da RIC Mais.

PUBLICIDADE

Recomendados